Projeto Comprador da Abimóvel e Apex-Brasil reúne dez compradores para feira

Móvel Brasil, referência em móveis de madeira maciça, contou com a Projeto Comprador da Abimóvel e Apex-Brasil

Publicado em 24 de maio de 2019 | 15:22 |Por: Thiago Rodrigo

O Brazilian Furniture, projeto voltado ao desenvolvimento das exportações, internacionalização e competitividade do setor de móveis do Brasil, realiza no polo de São Bento do Sul, em Santa Catarina, mais uma edição das rodadas de negócios que promovem o mobiliário e o design aplicado à indústria

O primeiro semestre de 2019 já soma diversas ações e resultados do projeto da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), por meio do Projeto Brazilian Furniture. Elas são voltadas ao desenvolvimento das exportações, internacionalização e competitividade da indústria brasileira de móveis.

Projeto Comprador da Abimóvel - Brazilian FurnitureNeste mês de maio, as entidades promovem mais uma delas durante a feira Móvel Brasil 2019, que encerra hoje em São Bento do Sul (SC), com mais uma edição no ano do Projeto Comprador, em parceria com os organizadores Sindusmobil, Arpem e Sindicom.

O Projeto Comprador realizado com a Móvel Brasil proporciona rodadas de negócios entre 10 compradores vindos de sete países e 50 indústrias brasileiras, associadas ao Brazilian Furniture. Os países participantes são: Uruguai, Paraguai, Colômbia, Equador, Chile, França e Emirados Árabes Unidos.

Leia a cobertura da Móvel Brasil 2019

“Já temos um balanço bastante positivo das edições do Projeto Comprador realizadas em 2019, nas feiras Movelpar e Abimad. Nossas projeções de negócios com esta ação já ultrapassam a marca de US$ 30 milhões para os próximos 12 meses”, revela a presidente da Abimóvel, Maristela Cusin Longhi. “Na edição que estamos realizando agora, na Móvel Brasil, temos certeza de que somaremos ainda mais resultados favoráveis ao setor de móveis”, ressalta.

No ano, já foram realizadas mais de 1,3 mil rodadas de negócios pelo Projeto Brazilian Furniture pelo Projeto Comprador. “Os resultados expressivos evidenciam a importância das ações desenvolvidas pelo Projeto Brazilian Furniture junto ao setor e à indústria de móveis”, observa Paulo Roberto Silva, gestor de Projetos Setoriais da Apex-Brasil.

Projeto Comprador da Abimóvel - Brazilian FurnitureAções Brazilian Furniture 2019-2020

A diretora-executiva da Abimóvel, Cândida Cervieri, conta que o calendário de ações da Abimóvel para o biênio 2019-2020 contempla mais de 45 ações programadas no âmbito do Projeto Brazilian Furniture. “O projeto vem crescendo ano a ano e, em decorrência, o atendimento à indústria brasileira de móveis, esse é o objetivo da Abimóvel”, salienta.

O Projeto Brazilian Furniture encerrou 2018 com o número recorde de 157 empresas apoiadas, sendo 88 delas exportadoras. Gerou resultados recordes também nas negociações, alcançando US$ 187 milhões em 2018, com crescimento de 47,5% em relação a 2017.

(com informações de assessoria)

Inovações em tecnologia para pintura e secagem são apresentadas em feira

Grupo Arpiaspersul, com parceria da Sayerlack, expõe inovações em feira de móveis em São Bento do Sul (SC)

Publicado em 22 de maio de 2019 | 15:42 |Por: Larissa Bartoski de Sena

O Grupo Arpiaspersul, especializado em pintura industrial, está presente na Móvel Brasil 2019, que começou dia 20 e termina dia 24, sexta-feira, em São Bento do Sul (SC). O Grupo é co-expositor no estande da marca de tintas parceira Sayerlack e apresenta inovações em tecnologia para pintura e secagem de móveis.

Divulgação

inovações em tecnologia para pintura e secagem

Grupo será co-expositor no estande da marca de tintas parceira Sayerlack

Uma das novidades apresentadas será o Nitro Therm, a tecnologia já consolidada em mercados dos Estados Unidos, Ásia e Europa, chega ao Brasil por intermédio do Grupo Arpiaspersul.

O equipamento que gera nitrogênio é utilizado nos processos de pintura para a substituição do ar comprimido como elemento de pulverização. Os benefícios do uso dessa tecnologia incluem ganho de produtividade, economia, qualidade no trabalho e benefícios sustentáveis.

Outra tecnologia apresentada é o Fast Curing System, produto da linha de tecnologia e inovação do Grupo a Doxa Technologies. O Fast Curing é sistema de secagem UV Led que proporciona cura em segundos. Pode ser aplicado de maneira portátil com a versão manual, ou em versões industriais personalizadas, que atendem às necessidades das mais diversas áreas e tipos de aplicações. O Fast Curing System é ambientalmente correto por não omitir ozônio e não conter mercúrio, além de ser livre de solventes.

Grupo Arpiaspersul fecha nova parceria e promete inovações

As inovações em tecnologia para pintura e secagem estão disponíveis no Mezanino A rua F – estande da Sayerlack, no Parque de Eventos da Promosul, em São Bento do Sul (SC).

(com informações de assessoria)

E-commerce no setor moveleiro: Sindmóveis promove painel dia 23

Evento servirá para as indústrias conhecerem mais profundamente sobre a realidade do varejo online na atualidade

Publicado em 21 de maio de 2019 | 16:57 |Por: Larissa Bartoski de Sena

Produtos da categoria Casa & Decoração estão entre os mais vendidos online no Brasil há mais de cinco anos. O setor ocupa a quarta posição em volume de pedidos e a quinta em resultado financeiro de vendas. Ao mesmo tempo, a maioria das indústrias ainda não explora adequadamente o e-commerce no setor moveleiro, no que diz respeito à comunicação, manuais, embalagens, estoque e entrega.

O painel “A sua indústria no e-commerce do Brasil” é uma oportunidade para polos moveleiros de todo o Brasil conhecerem mais profundamente a realidade do varejo online nos dias atuais. O evento, promovido pelo Sindmóveis Bento Gonçalves com apoio do Sebrae-RS, será dia 23 de maio, a partir das 13h45min, no Centro Empresarial Bento Gonçalves.

O painel é aberto a indústrias moveleiras em geral. A ideia é um debate em profusão sobre as oportunidades no segmento, conduzido pelo editor-chefe do portal E-Commerce Brasil, Caio Colagrande. Os painelistas convidados são Fabio Garcia, do Google; Bruno Benini, da Elare; Christina Leite, da Marabraz; Eduardo Colombo, das Lojas Colombo e Wagner de Lara, do portal MadeiraMadeira.

– Caio Colagrande: editor-chefe do portal E-Commerce Brasil, participou como palestrante em duas edições do E-commerce Week, evento organizado pela Unctad em Genebra. Atuou como editor-chefe no portal iG e como repórter no jornal Diário de São Paulo.

– Fabio Garcia: Head of Industry para o Varejo no Google há sete anos, lidera a parceria estratégica e atendimento para alguns dos principais varejistas do país. É formado em Administração de Empresas pela FGV e sua experiência de mercado conta com outras empresas de tecnologia como a Microsoft.

Bruno Benini: formado em Administração de empresas pela UCS, com MBA de Marketing com ênfase em vendas pela FGV, é diretor da Elare.com.br, loja virtual especializada na venda de móveis e decoração, fundada em 2013 em Bento Gonçalves. É o responsável pela operação, estratégia, gestão e marketing da empresa.

Nova ferramenta para varejistas permitirá análises de performance e produtividade

– Christina Leite: atua na área comercial da Marabraz há mais de 15 anos, sendo os últimos 8 em E-commerce. Graduada em Propaganda & Marketing e Design. Com grande experiência em negociação e desenvolvimento de produtos, atualmente lidera as áreas de B2B e Novos Negócios na Blue Group (Marabraz.com / Mappin.com / BlueMarket).

Eduardo Colombo: possui MBA Gestão Empresarial pela FGV e especialização internacional em Gestão Estratégica para Dirigentes Empresariais pelo Instituto Europeu de Administração de Empresas. Já foi gerente de marketing, gerente nacional de vendas, gerente de E-commerce e gerente de serviços das Lojas Colombo. Atualmente, é o diretor comercial da empresa.

 – Wagner de Lara: administrador de Empresas com MBA em Gestão de Negócios pela FGV e especialização em Marketing Digital e e-commerce. Iniciou a categoria de móveis na MadeiraMadeira, entre 2014 e 2015. É responsável por uma operação de 100 Mil Sku´s ativos e mais de 120 mil pedidos por mês. Antes da MadeiraMadeira, atuou por cinco anos na Leroy Merlin Home Center como coordenador comercial.

Painel E-commerce no setor moveleiro

Data: 23 de maio
Horário: 13h45min – recepção/ 14h às 16h30min – painel
Local: Centro Empresarial Bento Gonçalves (RS)
Investimento: Associados Sindmóveis, Projeto Orchestra Brasil, Projeto Raiz e expositores Movelsul 2020 – R$ 100,00 (valor para os associados com mensalidade em dia) Não associados – R$ 150,00
Inscrições pelo link: www.sindmoveis.com.br/programa

(com informações de assessoria)

Blum destaca corrediça com várias possibilidades e tecnologias de movimento

Blumotion S contém três tecnologias de movimento em uma só ferragem que pode funcionar para dois sistemas diferentes

Publicado em 20 de maio de 2019 | 16:54 |Por: Larissa Bartoski de Sena

A corrediça da Blum Blumotion S disponibiliza três tecnologias de movimento: Blumotion, Servo-Drive  e Tip-On Blumotion. Além disso, também tem funcionalidade completa no sistema Box Legrabox e no sistema de corrediças Movento. Ou seja, apenas uma corrediça para os dois sistemas.

Quando os móveis estão equipados com o auxílio de abertura elétrico Servo-Drive, eles abrem após um leve toque. A combinação de abertura mecânica com amortecimento, Tip-On Blumotion, trata-se da abertura confortável com um toque e de fechamento silencioso em sistemas box. E, com o Tip-On, portas de armários superiores abrem confortavelmente por meio de um leve toque.

É possível selecionar essas diversas tecnologias de movimento da Blum e diversos níveis de conforto, sempre adequados à aplicação e ao ambiente residencial. Todas elas podem ser facilmente combinadas em gavetas, portas de elevação e portas de móveis com Blumotion, que é responsável pelo fechamento leve e silencioso.

Mobiliário urbano com energia solar ativa música e iluminação

Por meio de uma combinação inteligente das tecnologias de movimento, a nova corrediça da Blum cria mais conforto na cozinha e outros ambientes residenciais. A seleção dos níveis de conforto também pode ser adequada individualmente às necessidades dos utilizadores.

A multinacional austríaca de ferragens Blum também marcou presença na Fimma Brasil 2019 e levou diversas novidades para o mobiliário. Uma delas foi a  ferragem para portas de elevação vertical que pode ser  inserida harmoniosamente no interior do móvel devido ao tamanho pequeno. De fácil montagem, o acumulador de forças da ferragem da Blum serve como gabarito de instalação. Dessa forma, o Aventos HK top pode ser utilizado de maneira flexível nos mais diversos móveis.

Possibilidades da corrediça da Blum

– É possível utilizar três tecnologias de movimento diferentes nas gavetas Legrabox ou Movento
– As quatro tecnologias de movimento da Blum criam elevada flexibilidade na realização de pedidos personalizados de clientes
– Por meio da combinação inteligente das tecnologias de movimento, a Blum oferece o mais elevado conforto na cozinha e outros ambientes residenciais.

(com informações de assessoria)

Painéis de madeira em tons escuros dão versatilidade e sofisticação ao mobiliário

Arauco e Très Arquitetura dão dicas de como utilizar painéis de madeira em tons escuros que proporcionam personalidade aos ambientes

Publicado em 17 de maio de 2019 | 17:46 |Por: Larissa Bartoski de Sena

Com a agitação do cotidiano urbano, os ambientes residenciais vêm se tornando um refúgio tranquilo e acolhedor para relaxar e aproveitar os momentos em família e com amigos. Neste sentido, uma decoração mais natural, que foque na composição dos diferentes elementos da natureza, está em alta nos projetos. Dentre os materiais mais utilizados para seguir a tendência natural, os painéis de madeira em tons escuros se destacam por se tratar de uma matéria-prima atemporal e nobre que garante personalidade e beleza marcantes aos ambientes.

Arauco apresenta nova coleção Avante com cinco padrões

“O uso da madeira é um clássico na decoração que nunca sai de moda, mas atualmente sua aplicação está sendo reinventada. Se antes a madeira paginava apenas o piso, hoje os painéis permitem criar diferentes peças de mobiliário exclusivo. Além disso, o material passa a desempenhar um papel muito importante como revestimento de paredes, portas, bancadas e até mesmo como forro, substituindo o tradicional gesso”, explica a arquiteta Fernanda Tegacini, do escritório Très Arquitetura.

Para exemplificar o uso de painéis de madeira em tons escuros, a Arauco elenca algumas dicas e insights sobre a versatilidade dos materiais:

– Além de atribuir beleza aos ambientes, a madeira dá sensação de “calor” aos espaços, o que torna o material ideal para quartos e ambientes sociais, reforçando o conforto, bem-estar e aconchego;
– O material também confere um ar sofisticado e de elegância aos espaços, permitindo tornar os projetos personalizados com um toque único;
– Ao aplicar os painéis como revestimento de paredes, é possível ampliar visualmente o espaço. Em um ambiente pequeno, por exemplo, o painel pode ser usado com veios na horizontal, dando sensação de amplitude;
– Os painéis são muito utilizados em paredes de home, sendo prático para a organização de fios e cabos;
– Também podem estruturar diferentes itens de mobiliário planejado ou solto, criando exclusivos projetos de bancadas, balcões, gabinetes, armários, bancos, mesas e cabeceiras de camas, entre outros;
–  Há opções de painéis específicos para áreas úmidas, como cozinhas, banheiros e lavanderias. Ao utilizar padrões madeirados nesses espaços, torna-se o ambiente menos frio;
– A versatilidade dos painéis permite que eles também sejam aplicados em portas convencionais e portas deslizantes, as quais dão continuidade de superfície das paredes com mais elegância.

Painéis de madeira em tons escuros

Norus: inspirado na técnica japonesa Shou sugi ban de carbonização, revelando a nobreza e a imponência da madeira negra, os veios ganham um tom claro e metalizado, evidenciando as catedrais e permitindo sensação de amplitude aos ambientes, característica rara nas madeiras escuras.

Eduardo Macarios

painéis de madeira em tons escuros

Nobreza e a imponência da madeira negra

Tinto: o padrão é inspirado nos barris de madeira utilizados no envelhecimento dos vinhos da região da Lombardia, despertando os sentidos e evocando a beleza e sofisticação da vida nas pequenas cidades italianas. O painel traz em sua superfície o desenho da elegante madeira escura de carvalho com tons levemente avermelhados e discreto contraste que transmite aconchego e elegância aos ambientes.

Divulgação

O padrão é inspirado nos barris de madeira utilizados no envelhecimento dos vinhos

Pau-ferro: reproduz com fidelidade a lâmina natural da madeira, símbolo do design brasileiro e da arquitetura moderna. O painel ressalta a nobreza e robustez da espécie, conferindo aos espaços um toque de conforto e elegância, com todas as características da madeira natural como contraste marcado, belas e generosas catedrais e poros foscos.

Kahve: os matizes do tradicional café turco inspiram o sofisticado padrão, que transmite aconchego e sofisticação. O marrom é elegante, clássico e sóbrio, destacando os demais itens presentes no ambiente.

(com informações de assessoria)

Maclinea revela reestruturação para seguir forte no mercado moveleiro

Maclinea anuncia mudanças em todo a sua estrutura organizacional para atender ainda melhor o mercado moveleiro

Publicado em 17 de maio de 2019 | 15:52 |Por: Thiago Rodrigo

A fabricante de máquinas para linhas de pintura de móveis, Maclinea, passou nos últimos meses por uma importante reestruturação em todas as áreas. Após sentir o turbulento período da economia brasileira, entrou em um processo de inovação com olhos para o futuro. Todavia, antes de explicar mais a respeito, regressamos para uma tarde ensolarada de outubro de 2015, quando um dos fundadores, Massimo Brivio, anunciou com exclusividade à Revista Móbile que passou a deter 100% das ações da companhia situada em Curitiba (PR).

Na ocasião, ele contou que pensava no futuro da Maclinea para filhos e netos e iniciou a sucessão familiar da companhia. Pois bem, após um processo tranquilo e organizado, é o filho Attilio Brivio quem informa a respeito da fase atual “do mais importante dos filhos para meu pai. Ele ama a Maclinea. Passar a empresa para os filhos não foi psicologicamente muito fácil, mas agora ele fica e trabalha mais na Itália”, confessa o diretor industrial.

Junto às irmãs Elena e Susanna, e ao diretor Marcello Luparia, pessoa que se funde à história da Maclinea, a fabricante de máquinas para pintura decidiu se reorganizar após contratar uma consultoria para auxiliar no arranjo de uma nova fase. Assim, Attilio conta que isso resultou em uma reestruturação de processos industriais e administrativos, de inovação em produtos e do relacionamento com clientes e fornecedores, ou seja, do modelo de negócio como um todo.

Como em diversas empresas brasileiras, a crise afetou o financeiro da Maclinea, mas o primeiro investimento feito foi estabilizar a companhia. “Sofremos bastante com problemas financeiros no passado, mas hoje esses problemas estão parados e a situação estabilizada”, afirma. Ele conta que a empresa tem disponibilidade financeira para fazer investimentos e programar o porvir.

Thiago Rodrigo/Revista Móbile

Maclinea

Attilio: “O suporte da empresa de consultoria foi para preparar o futuro e organizar, essa é a razão mais importante”

Operação industrial da Maclinea

Dentro da nova filosofia e do plano de inovação, aplicando conceitos utilizados pela empresa da família na Itália, a Brivio Compensati, foram efetuadas mudanças no departamento de engenharia da empresa, com a implantação de um sistema ERP para alinhar os processos internos em vista de uma melhoria de qualidade e produtividade. “Vai gerenciar os custos e a programação da produção de acordo com a contabilidade da companhia. Estamos no último estágio de trabalho e ao final de maio já estará terminado”, conta Attilio.

Além disso, foi realizada a ampliação dos softwares de projetos, Solid Works, bem como com parcerias com empresas europeias, seja em tecnologia de produto como em desenvolvimento de softwares industriais, visto que as inovações eletrônicas em equipamentos são tão ou mais importantes que os projetos mecânicos.

Produtos e serviços

Agora, a indústria moveleira pode esperar novas tecnologias, pois outra aplicação de capital muito grande foi em novos produtos. “É um investimento muito grande, pois novos produtos não é só produzir o protótipo, é também ampliar o mercado e garantir que os clientes estão certos da nossa qualidade e também da assistência. Quando vamos abrir um novo mercado é preciso de toda uma nova estrutura que vai garantir que o produto não é somente vendido, é também assistido”, assinala Attilio.

Como obter qualidade técnica na pintura de móveis

Para melhorar o serviço de assistência foram feitos grandes planejamentos. A empresa passará a ter, em médio prazo, uma maior lista de peças de reposição para entrega imediata. “Isso é muito importante porque o serviço pós-venda pode ser mais importante do que a qualidade inicial do produto”, lembra o diretor industrial, salientando que as fábricas de móveis poderão ter ainda mais confiança na empresa.

Expectativas e objetivos

Attilio conta que o pai, Massimo, passou para toda a família a confiança de que o Brasil é o país do futuro. “O mercado necessita um pouco mais de confiança, mas também a situação mundial causa incertezas. A diferença do que nós podemos fazer é dar uma resposta justa e a primeira resposta é a qualidade do produto. Se você tem um produto de boa qualidade a crise é menos importante e nosso produto deve ser o melhor do mercado”, declara.

Com 2018 sendo marcado por um ano de transição, mantendo um crescimento pouco maior que em 2017 após 2016 com baixo desempenho para a Maclinea, o objetivo para este ano era mais que positivo até janeiro. “Era de 20% a mais porque estava uma expectativa em todas as empresas com a mudança de governo, mas o governo não está conseguindo implementar suas medidas com um tempo mais curto. Portanto, a cada mês que passa a expectativa reduz, mas pelo menos para este ano é uns 10%”, diz Attilio.

Como o varejo deve destacar os acabamentos UV e BP

Ele acrescenta que, conversando com os clientes, há projetos e orçamentos de investimento, mas falta um “up” do governo para o mercado. “Claro que não deveria depender do governo, mas acontece que o governo quer que as empresas dependam dele. Se baixar dois pontos na taxa do BNDES, o volume de vendas já aumenta. Então, tudo depende de medidas do governo”, indica.

Com um time de produção jovem, renovado e com muita vontade de trabalhar, transformando em produtos com qualidade e eficiência, a Maclinea anuncia estar mais estruturada para afrontar uma estagnação e crescer com o mercado normalizado, seja nacional ou internacional, competindo de igual para igual com a concorrência. “Hoje somos uma empresa sólida e bem distinta que trabalha para a satisfação do cliente, no qual a organização da fábrica é fundamental”, define Attilio. Assim, reestruturada, a Maclinea visa continuar forte no fornecimento de tecnologias para a pintura de móveis.

Brasileiro perde confiança e vê fim da crise mais distante

Hello Monitor Brasil aponta que desde janeiro aumentou mais de 30% a proporção de brasileiros que acreditam que a crise não acaba em 2019

Publicado em 17 de maio de 2019 | 14:34 |Por: Thiago Rodrigo

Hoje apenas 15% dos brasileiros avaliam sua situação financeira pessoal como boa ou muito boa. Enquanto isso, 22% informam estar com a situação ruim ou muito ruim. Os dados são da quarta tomada da Pesquisa Hello Monitor Brasil, da agência Hello Research, realizada pessoalmente entre os dias 05 e 12 de abril com 1235 entrevistados.situação financeira

Quando pensam em como estará a própria situação financeira daqui a seis meses, em geral, os respondentes estão mais otimistas: 46% tem fé que a situação estará muito melhor ou melhor contra 16% que desconfiam que ela estará pior ou muito pior. Mas, em janeiro de 2019, eram 56% aqueles que confiavam que a própria situação financeira iria melhorar nos 6 meses seguintes, o que representa uma queda de dez pontos percentuais e indica que as perspectivas da população em relação ao futuro pioraram ao longo do primeiro trimestre do ano.

Bolsonaro anuncia intenção de modificar NR-12

A pesquisa ainda revela outros indicativos da piora das perspectivas do brasileiro. Por exemplo, hoje há menos pessoas que se sentem confiantes em sua capacidade de investir no futuro. Em janeiro, 45% dos entrevistados informavam estar muito mais confiantes ou mais confiantes para investir no futuro e hoje são 33%, sendo que a maior parte, 37%, se diz menos ou muito menos confiante.

Além disso, a saída da crise econômica parece mais distante: em janeiro, 56% dos entrevistados acreditavam que a crise econômica ultrapassaria todo o ano de 2019 sem ser solucionada, hoje, já são 74%.

A queda dos índices acompanha a piora da avaliação da administração Bolsonaro e o aumento dos sentimentos de preocupação e revolta com o futuro do Brasil além da percepção de que o país está no rumo errado.

O aumento da insegurança também influencia a confiança da população para realizar compras mais importantes. Quando pensam em compras como carro e casa, 54% dos entrevistados dizem estar menos ou muito menos à vontade para fazer essa compra hoje do que em relação a seis meses atrás sendo que apenas 20% se sentem muito mais ou mais à vontade. Já quando pensam em compras para casa, como geladeira ou fogão, 44% estão muito menos ou menos à vontade e 28% dizem estar mais ou muito mais à vontade.

Pesquisa sobre situação financeira

O Hello Monitor Brasil entrevistou pessoalmente 1235 pessoas em domicílio entre os dias 05 e 12 de abril de 2019. A coleta aconteceu em 72 municípios das cinco regiões brasileiras, com amostra probabilística e margem de erro de ± 3 pontos percentuais, representativa da população brasileira de áreas urbanas de acordo com os dados do Censo 2010 do IBGE.situação financeira situação financeira(com informações de assessoria)

Greenplac apresenta novos horizontes ao setor florestal

Fabricante de MDF do Grupo Asperbras utiliza mais de dez variedades genéticas de eucalipto que foram aperfeiçoadas nas últimas décadas para garantir produtividade e oferecer qualidade ao mercado moveleiro

Publicado em 16 de maio de 2019 | 12:07 |Por: Thiago Rodrigo

A Greenplac, indústria de painéis de madeira do Grupo Asperbras, instalada no Mato Grosso do Sul, na cidade de Água Clara, viabiliza um novo negócio para o estado que garante diversificação, geração de empregos e, principalmente, a agregação de valor às florestas do país. O MDF da Greenplac, utiliza mais de dez variedades genéticas de eucalipto que foram aperfeiçoadas nas últimas décadas para garantir produtividade e qualidade.

O painel de composição homogênea e ecologicamente correto, é feito a partir da aglutinação de resina sintética e fibras de madeira reflorestada, tal como o eucalipto que, no caso da Greenplac, é proveniente dos cerca de 12 mil hectares de plantações próprias.

O gênero Eucalyptus, de origem australiana, foi introduzido no Brasil por volta de 1825. Nas décadas de 1940 e 1950, iniciaram-se os estudos sobre melhoramento genético e as primeiras iniciativas de clonagem de eucalipto no País. Na década de 1980, o estado de Mato Grosso ganhou destaque no mercado por conta das grandes plantações industriais com foco na fabricação de celulose. Hoje, o estado é tido como a principal fronteira desta cultura para o Brasil e para o mundo.

A fim de impulsionar o aumento da escala comercial, no início dos anos 1990, tornou-se comum a propagação clonal por meio de estaquias. Registros mostram que na década de 1970 a produtividade florestal era em torno de 20 m³ anuais por hectare. O Brasil lidera atualmente o ranking global de produtividade florestal. Tem uma média de 35,7 m³ por hectare ao ano para os plantios de eucalipto, segundo a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá).

MDF da Greenplac

A Greenplac já obtém uma média de mais de 42 m³ anuais por hectare. Esse resultado decorre do fato de a empresa ser abastecida por floresta plantada própria, que recebe os melhores clones. Assim sendo, esses materiais genéticos estão adaptados para a região com o objetivo de elevar a qualidade da madeira utilizada na produção das placas de MDF da Greenplac.

Tendências do iSaloni 2019 by Impress

No mosaico genético do plantio, utiliza-se mais de dez tipos diferentes de materiais genéticos, com foco em alta produtividade e densidade básica da madeira. Assim, a Greenplac destaca que emprega o estado da arte do desenvolvimento tecnológico que o Brasil conquistou nessa área para oferecer ao mercado um produto altamente qualificado.

Vislumbrando oportunidades, a empresa incentivou, partindo de seu ciclo de planejamento estratégico, um grande investimento florestal. Tendo como parceira de gerenciamento de operações a Innovatech Gestão, empresa do Grupo Innovatech, o projeto florestal tem planos de plantio de 12 mil hectares de florestas de ciclo de seis anos e garante autossuficiência no abastecimento da Greenplac com fonte renovável de madeira e certificada FSC.

Práticas silviculturais de alta tecnologia, gerenciamento de ponta e pacote tecnológico de alta produtividade são os princípios de gestão adotados desde o início para a produção de florestas de alta rentabilidade, baixo custo e sustentabilidade empresarial.

Divulgação Greenplac

MDF da Greenplac

Fábrica da Greenplac em Água Clara (MS)

(com informações de assessoria)

Quaker Decor lança coleção com opções de tecidos para móveis internos e externos

Estilos contemporâneos, flexíveis e eco-eficientes fazem parte das novidades de tecidos para móveis

Publicado em 15 de maio de 2019 | 15:51 |Por: Larissa Bartoski de Sena

Com mais de mil opções de tecidos para móveis com estilos contemporâneos, flexíveis, duráveis e eco-eficientes, a Quaker Decor apresenta novidades para 2019. As coleções Natural Blended Boutique Collection, Casa Couture, Tressé Window Collection e Basic Hits, possuem mais 225 tecidos que podem ser utilizados em móveis, cortinas, acessórios e decoração. Entre os lançamentos, possuem também diversos tipos de fibras naturais (caso do algodão e do linho), além das sintéticas, a exemplo do acrílico e poliéster (perfeitas para uso outdoor).

Mobiliário urbano com energia solar ativa música e iluminação

Entre as novidades está a Tressé Window Collection, na qual as fibras são meticulosamente selecionadas e trabalhadas para dar à luz o produto ideal, tanto em termos estéticos quanto na durabilidade e resistência dos fios. O destaque fica por conta dos veludos e tramas estilo tweed, que predominam nesta coleção, que vem também marcada pelas geometrias. Entre os ineditismos, um exclusivo veludo que leva fios de linho na composição + as telas para cortinas.

Para dar forma à coleção, a grife também convidou o arquiteto Olegário de Sá para criar uma ambientação, a Quaker Nature, especialmente para a ocasião, que está em cartaz no mezanino da loja localizada na Al. Gabriel Monteiro da Silva, em São Paulo. Efêmera, a cenografia foi inspirada nos elementos do mundo natural e alinhada aos princípios ambientais e estéticos promovidos pela marca, sob o comando do empresário Rodrigo Prieto.

Claudio Paulino

tecidos para móveis

Cores e texturas dos tecidos Quaker Decor

Os tecidos foram todos tensionados por meio de cabos de aço pendurados no teto, os tons de azul que remetem ao céu, abaixo, uma série de balões em diferentes níveis de altitude surgem em cores que remetem ao pôr-do-sol, como as tonalidades amareladas e alaranjadas. Esse é um ambiente que iconiza a natureza, ao mesmo tempo revela todas as cores e texturas dos tecidos Quaker Decor.

Mais abaixo, uma série de bancos sinuosos, todos na cor verde, representam as matas, onde um manequim segura pipas feitas em tons de off-white a partir de texturas exclusivas. Como base, para arrematar, um tapete Punto e Filo.

Claudio Paulino

tecidos para móveis

Texturas exclusivas

(com informações de assessoria)

FSC Brasil realiza curso com temas sobre consumo de materiais

Objetivo do curso é fazer com que as empresas e os profissionais queiram se certificar e atualizar seus conceitos sobre o sistema

Publicado em 14 de maio de 2019 | 16:52 |Por: Larissa Bartoski de Sena

No dia 16 de maio deste ano, o FSC Brasil promove em São Paulo (SP) o curso “Cadeia de Custódia FSC”, que abordará temas como o consumo de materiais (recebimento e verificação da certificação); registro de materiais; vendas e controle de declarações (sistemas de transferência, crédito e percentual).

O objetivo do curso é fazer uma imersão no tema para as empresas e profissionais que queiram se certificar ou atualizar seus conceitos sobre o sistema. O curso terá uma duração de oito horas e dará informações básicas sobre as normas complementares de certificação de múltiplos locais, materiais recuperados e madeira controlada.

Bolsonaro anuncia intenção de modernizar normas de segurança e saúde

O FSC Brasil desenvolve uma série de ações no intuito de ampliar o conhecimento sobre o sistema em relação aos seus conceitos, normas, atores, governança, procedimentos e estratégias, e garantir credibilidade, transparência e interlocução com o público brasileiro. Entre essas ações está o programa de cursos que teve início em 2014. Desde então, já foram realizados 31 cursos, sendo 13 abertos, sete em parceria e 11 in company, com a participação de 554 pessoas.

Programação da FSC Brasil

– Histórico, desenvolvimento e retrato atual do sistema FSC no Brasil e no mundo
– Tipos de certificação FSC
– Cadeia de Custódia: Importância da rastreabilidade e conceitos fundamentais
– Requisitos da norma de Cadeia de Custódia (FSC-STD-40-004): consumo de materiais (recebimento e verificação da certificação), registro de materiais, vendas e controle de declarações (sistemas de transferência, crédito e percentual)
– Outras normas e documentos relacionados: certificação de múltiplos site (FSC-STD40-003), materiais recuperados (FSC-STD-40-007), madeira controlada FSC (FSC-STD-40-005) e uso da marca FSC (FSC-STD-50-001)
– Ciclo da certificação: auditorias e não-conformidades
– Plataforma Marketing toolkit e a nova campanha “Together we are FSC”
– Pesquisas com consumidor: comportamento de compra e sustentabilidade.

Carga horária: 8 horas
Data: 16 de maio de 2019
Local: São Paulo (SP)
Horário: Das 09 às 18 horas
Valor: R$ 850,00
Maiores informações: (55) 11 3051-3410

(com informações de assessoria)


eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646