Produção gaúcha de móveis em 2018 encerra 4,5% superior ao ano anterior

Venda no varejo em valores nominais também foi positiva em 2,4%

Publicado em 28 de fevereiro de 2019 | 16:00 |Por:

O otimismo da indústria gaúcha de móveis, em 2018, foi concretizado com números positivos, apontados no relatório Conjuntura e comércio externo do setor de móveis no Brasil, com dados de dezembro de 2018 e janeiro de 2019. O documento que aborda a produção gaúcha de móveis foi produzido pelo Iemi – Inteligência de Mercado e encomendado pela Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs).

No acumulado do ano, a produção industrial no estado cresceu 4,5% de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), totalizando 84,8 milhões de peças produzidas. De acordo com o presidente interino da Movergs, Rogério Francio, o setor moveleiro sofreu muito em 2018 devido à crise que assola o Brasil.

“Várias empresas precisaram fazer a lição de casa e ela partiu desde o remanejamento de pessoas, análise de investimento não só em tecnologia, mas em outras atividades, grandes negociações com fornecedores de matéria-prima”, destaca.

Evandro Soares

produção gaúcha de móveis

Para Francio, este ano apresenta sinais de que as coisas devem partir para o rumo do crescimento

Quanto a 2019, Francio ressalta que há uma confiança muito maior por parte do empresário, não apenas pelo movimento na política, na economia, mas pela credibilidade que se está encontrando de toda a cadeia produtiva moveleira.

“Há sintomas de que as coisas devem partir para o rumo do crescimento. Alguns indicadores econômicos nos mostram isso, o que gera credibilidade e nós acreditamos que vamos ter sim um 2019 já voltando a dar sinais de recuperação para o setor moveleiro”, afirma.

Exportações da produção gaúcha de móveis

Analisando a balança comercial do estado do Rio Grande do Sul, no mês de dezembro as exportações da produção gaúcha de móveis apresentaram queda de 3,5%, atingindo US$ 19,2 milhões. Em janeiro, as exportações recuaram 43,9%, resultando em US$ 10,8 milhões.

O que muda com o eSocial na indústria moveleira

Entre os estados exportadores de móveis, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná são responsáveis por 55,6% dos valores exportados em janeiro de 2019. São Paulo foi responsável por 2,0% dos valores exportados. Analisando os países de destino das exportações de móveis do Rio Grande do Sul em janeiro, os Estados Unidos em primeiro lugar, com 15,2% dos valores exportados em janeiro, seguido pelo Uruguai com 15,1% e pelo Peru, com 13,5%.

Consumo aparente

No acumulado do ano, de janeiro a dezembro, o consumo aparente no estado do Rio Grande do Sul registrou alta de 8,6%. Entretanto, analisando os dados de dezembro, o volume foi de 6,1 milhão de peças, registrando redução de 27,2% em relação a novembro.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646