Contrato de marcenaria: seis itens indispensáveis no documento

Itens dão mais profissionalismo aos serviços e também para proteger você e o cliente no momento da contratação

Publicado em 5 de junho de 2019 | 14:57 |Por: Thiago Rodrigo

A arte da marcenaria tem ganhado muito espaço no mundo dos negócios. Por isso, os equipamentos e as habilidades das quais um marceneiro precisa ter para executar o trabalho com qualidade não são mais o suficiente. Hoje, é importante também estar atento aos documentos do seu trabalho, para que ele seja visto com a profissionalidade que merece. Nesse sentido, o contrato de marcenaria se mostra uma ferramenta muito importante não só para dar mais profissionalismo aos serviços como também para proteger você e o seu cliente no momento da contratação.

Com a ajuda de um escritório de advocacia para auxiliar com o documento, fique atento a esses seis itens indispensáveis:

Contrato de marcenaria

Antes de entrar em detalhes em relação ao que precisa ser incluído em seu contrato, é necessário entender que tipo de contrato precisa ser feito nesse caso. O contrato para prestação de serviços de marceneiros não precisa ser um contrato complexo e muito longo. É preciso que ele discrimine todos os serviços, os valores e os prazos, para que o marceneiro e o contratante estejam seguros quanto aos seus direitos.

Detalhamento

Em primeiro lugar, o contrato precisa trazer informações precisas, detalhadas, do serviço que será prestado. Para isso, deverá apresentar o número de móveis que será feito, as características deles, os tipos de material que serão utilizados e todas as informações técnicas. Dentro das informações técnicas, devem estar listados:

Dicas para ganhar visibilidade no Google

– Altura, largura e profundidade;
– Formato;
– Cores;
– Tintas utilizadas;
– Madeiras utilizadas;
– Ferragens utilizadas;
– Ferramentas utilizadas.

Dessa forma, o contratante e o contratado terão a garantia de que o serviço cumpre tudo aquilo que foi prometido. contrato de marcenaria

Prazos do contrato de marcenaria

A especificação dos prazos também é essencial. O contrato deve deixar claro qual o prazo máximo de entrega de todo o serviço. Em caso de serviços grandes, como, por exemplo, projetos de residências inteiras, é interessante, mas não obrigatório, determinar prazos para cada uma das etapas do serviço. Ainda em relação aos prazos, deve-se informar qual a multa para descumprimento deles. Dessa forma o contratante estará protegido contra atrasos.

Valores e pagamentos

Também muito importante no contrato de marceneiros é a especificação dos valores e da forma de pagamento. Dessa forma, ambas as partes terão comprovante do valor combinado para o projeto bem como poderão cobrar judicialmente caso algo saia fora do previsto.

Leia reportagem sobre contrato de marcenaria na Sob Medida 112

Garantias

É dever do marceneiro especificar em contrato quais são as garantias das quais o seu serviço dispõe. Dessa forma, o contratante estará protegido de eventuais falhas que podem acontecer no momento da montagem, do transporte ou mesmo da instalação. Alguns marceneiros dão ao cliente uma garantia estendida quanto à duração da madeira e de outros itens, mas trata-se de um agrado não obrigatório.

Confirmação de serviço

No momento da entrega do serviço, o marceneiro poderá solicitar que o cliente assine um documento. Assim, afirma o recebimento do serviço em perfeitas condições e conforme o especificado. Esse documento pode vir como a parte final do contrato e é bastante recomendado que seja feito.

As dicas são da Fauth & Sarandy Advogados. Agora, você já pode deixar o seu negócio de marcenaria ainda mais profissional, oferecendo aos clientes um contrato de qualidade.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646