J&J Marcenaria comemora sucesso no faturamento como marcenaria digital

De acordo com o responsável pelo marketing digital da empresa, Jucielton explica que a estratégia é não vender nada diretamente para criar interesse

Publicado em 26 de dezembro de 2018 | 08:00 |Por: Luis Antonio Hangai

Com apenas três anos desde sua criação, a J&J Marcenaria acumula grandes conquistas no campo da marcenaria digital. Fundada pelos três (de nove) irmãos Jucielton, José e João Paulo dos Santos em 2014, a empresa já participou do programa Pequenas Empresas Grandes Negócios, tem parceria com grandes empresas e possui um público fiel e engajado na internet.

O responsável pelo sucesso é o caçula da família, Jucielton, que trabalhou como desenvolvedor web no departamento de marketing de grandes empresas antes e no início da marcenaria. Aplicando a experiência anterior na própria empresa, ele criou site e fanpages no Facebook, Instagram e Pinterest para mostrar o trabalho do seu negócio para o mundo.

“As pessoas quando falam de marceneiros imaginam ele como enrolado, amador e outros estereótipos que aplicam aos marceneiros. Aí eu tive esse ‘insight’ de mostrar a marcenaria de uma forma diferente. Com o bom trabalho dos meus irmãos e por meio do marketing, posso mostrar que o nosso trabalho é de qualidade. Foi então que eu comecei a aplicar todo esse conhecimento de mídias digitais, desenvolvimento de site e começou esse sucesso todo”, conta Jucielton.

Divulgação J&J Marcenaria

Marcenaria digital

Parceria com a barbearia The Barber, da J&J Marcenaria

O trabalho de marketing da J&J Marcenaria começou um ano após sua criação, em 2015. Hoje, dois anos depois, os empresários da marcenaria digital comemoram com faturamento dobrado. Jucielton enfatiza que é importante estar próximo de todos, uma vez que cada vez mais pessoas possuem celulares com acesso à internet. Ele também comenta que, atualmente, este é um ponto chave para o negócio, pois se uma empresa não está na internet ela não existe.

“Tem que estar pelo menos no Facebook. O celular hoje já ultrapassou o número de computadores nas casas, tem praticamente mais celular do que pessoas. Pelo site nós fechamos muitas parcerias com grandes empresas, como construtoras. E pelo site e pelo Google nós temos mais retornos do que pelas redes sociais”, conta.

A página no Facebook da J&J Marcenaria  possui atualmente por volta de 740 seguidores. Jucielton admite que não é muito em comparação com outras grandes empresas, porém destaca que é um público extremamente qualificado da marcenaria digital. Foi por meio dessa mídia social que eles fecharam uma parceria com a barbearia The Barber, fabricando os móveis sob medida para as duas lojas da marca em São Paulo.

Estratégia

Jucielton é bem objetivo ao explicar a estratégia da marcenaria digital na internet, não vender nada diretamente. Segundo ele, a tática não é colocar preço, mas criar interesse. Além do site, a J&J atua em apenas três redes sociais, Facebook, Instagram e Pinterest, por serem sites que trabalham com imagens e vídeos, o que gera mais audiência e retorno em vendas. Ainda, também é bastante utilizado o WhatsApp como ferramenta de vendas e contato com clientes.

“Eu percebo, hoje, que as lojas de planejados que anunciam, por exemplo, estão disputando preço, tentando atrair as somente pessoas em função disso. Por essa razão nós não colocamos o valor dos projetos. A nossa estratégia é não colocar preço, mas vender um sonho, pois sonho não tem preço. Não é um marketing agressivo, nós despertamos um desejo nas pessoas”, assinala.

Divulgação J&J Marcenaria

Marcenaria digital

Jucielton na Fimma Brasil 2017

De acordo com Jucielton, eles nunca gastaram com publicidade paga, como anúncios no Google ou Facebook, apenas investiram em um bom webdesign, boas fotos e criação de conteúdo de qualidade por meio de uma agência de publicidade. Isso rendeu um bom retorno em buscas no Google e aumentou a confiança de seus clientes, gerando mais retorno para a empresa.

Dicas para iniciantes

O sucesso de suas ações foi tanto em tão pouco tempo, que Jucielton já foi chamado para várias palestras, sendo a última delas no Fimma Marceneiro, durante a Fimma Brasil 2017, no final de março (confira matéria de cobertura nesta edição). Também começou a atuar como consultor de marketing digital para empresas de diversos ramos de atuação, não apenas do moveleiro. “Hoje eu não estou tão ativo no negócio porque agora presto consultoria, por isso estamos pensando em contratar alguém só para cuidar das redes sociais”, comenta.

Para os marceneiros que ainda não estão na internet, Jucielton dá dicas fáceis e gratuitas para quem quer começar na marcenaria digital. Ele aconselha a começar com uma página no Facebook e um site gratuito através de plataformas gratuitas como wix.com, e alerta que este é um bom começo, mas que o marceneiro deve evoluir seu website com o tempo.

“A dica primordial que eu dou é: o feito é melhor que o perfeito. Pra quem não deseja gastar de início como contratar um desenvolvedor, uma das opções é utilizar as ferramentas gratuitas como o wix, que tem um design legal, dá pra colocar umas fotos bacanas, já pra começar com um bom site e não gastar nada”, diz.

– Tintas e vernizes na madeira e sua preparação para receber primeira aplicação

“Não dá pra ficar assim a vida inteira, mas para um início já é uma coisa bacana para mostrar para o seu cliente. Além de ter uma fanpage no Facebook, que é gratuito e é uma ferramenta poderosíssima para contato com clientes. Por exemplo, nós estamos conversando agora e acabou de entrar um cliente pedindo orçamento pelo ‘Face’. E se eu não tenho uma fanpage, o cliente não me acha?”, finaliza.

Reportagem originalmente publicada na edição 103 da Móbile Sob Medida


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646