Reaproveitamento de madeira pode abrir oportunidades de negócios

Retalhos de madeira e móveis descartados são a matéria-prima para quem está começando a estudar a produção de móveis

Publicado em 2 de setembro de 2019 | 15:11 |Por: Everton Lima

Os números do YouTube impressionam. Só a audiência da plataforma abrange mais de 1,9 bilhões de pessoas em todo o mundo. Há muitas razões para isso ocorrer — e uma delas é a diversidade de temas que existem no site. A marcenaria e o reaproveitamento de madeira são alguns desses temas, abordados, por exemplo, pelo canal Empoeirados.

Criado em 2013 pelos publicitários Leandro Causo e Luciano Padreca, o Canal Empoeirados se tornou mais um dos hobbies da dupla, o primeiro, logicamente, a marcenaria. “A ideia do nosso canal foi mostrar o pouco que a gente sabia por meio dos vídeos. Começamos o canal para se divertir, mas, foi dando certo. Atualmente temos uma loja online, criada em 2015”, explica Padreca.

Canal Empoeirados fala de reaproveitamento de madeira

O destaque que os dois youtubers conseguiram na plataforma de vídeos fez com que eles fossem convidados para participarem de eventos voltados ao mercado de móveis. Na ForMóbile de 2018, os dois falaram sobre reaproveitamento de madeira — tema fundamental para qualquer marcenaria.

“Fazemos bastante garimpo. As pessoas descartam madeiras nobres, como Peroba e Ypê e isso acaba indo para o forno”, ressalta Padreca. Ele afirma que essa pesquisa pelas ruas da cidade é muito útil para quem está dando seus primeiros passos na marcenaria. Afinal, essas pessoas não querem gastar muito dinheiro comprando madeira — até porque ainda estão aprendendo a confeccionar móveis.

Contudo, ele diz que quem já trabalha criando móveis também deve focar no reaproveitamento de madeira. “Dependendo da região, é possível encontrar madeiras nobres. Dessa forma, pode fazer mesas, cadeiras e outros móveis com madeiras raras”, conta.

No entanto, ressalta que as sobras que existem dentro das marcenarias também não devem ser menosprezadas, embora possam ser de materiais mais acessíveis. Padreca incentiva que, mesmo com plano de corte, há sobras. Sendo assim, o ideal é reaproveitá-las criando um brinde ou objeto menor de decoração.

Série Marcenarias do Brasil teve o apoio da ForMóbile

Para o empresário, a maior parte das marcenarias ainda não aproveita todo o potencial que a matéria-prima tem a oferecer ao negócio. “Para as grandes marcenarias, esses retalhos são descartados. Já as pequenas têm uma preocupação maior, criando produtos de artesanatos, por exemplo.”

Divulgação/Facebook

Canal Empoeirados fala de reaproveitamento de madeira em seus vídeos.

Canal Empoeirados fala de reaproveitamento de madeira em suas palestras.

Padreca assume que o grande ganha-pão dessas empresas ainda é o planejamento de móveis. Entretanto, é possível transformar esse material em uma segunda fonte de renda montando uma lojinha e vendendo online.

Projeto social foca em reaproveitamento de madeira

Na cidade de Santos a “garimpagem” atrás de madeira faz parte de um projeto da Prefeitura. Antigamente, móveis e pedaços do material eram descartados e destinados aos aterros sanitários. Agora, eles se transformam em móveis.

Sílvia Moreira trabalha na Eco Fábrica, projeto que une a Prefeitura de Santos, a comunidade e a iniciativa privada em busca de soluções para o meio ambiente. “A gente tem um programa chamado ‘cata treco’. Ele recolhe todos os objetos que são descartados na cidade. Com o passar do tempo, nós percebemos que havia muita madeira. Então, decidimos criar alguma coisa, com o objetivo de reaproveitar essa madeira”, explica. A equipe procurou a ajuda de designers e lojistas do município. Esses profissionais financiaram a compra dos materiais que seriam necessários para transformar o que até então era lixo em móveis de qualidade.

A comunidade é convidada a participar por meio de cursos de marcenaria. Os móveis produzidos por eles são vendidos pelos lojistas parceiros para refinanciar novas turmas. Desse modo, o curso de 80 horas se torna financeiramente sustentável. Ele é oferecido para pessoas com renda mensal de até dois salários-mínimos.  Trata-se de uma iniciativa bem-sucedida de reaproveitamento de madeira.

Entenda mais sobre o projeto no vídeo oficial, divulgado pela Prefeitura de Santos

O melhor uso de matéria-prima, incluindo o reaproveitamento de madeira, é o tema da reportagem “Uso de Recursos”, publicada na edição 116 da Sob Medida. Leia gratuitamente a revista!


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646