Produção industrial moveleira avança 2,8% em janeiro de 2019

Setor moveleiro manteve-se acima da média geral da indústria, cuja queda no período foi de 0,8%

Publicado em 14 de março de 2019 | 16:05 |Por: Luis Antonio Hangai

A produção industrial moveleira avançou 2,8% em janeiro de 2019 frente a dezembro do ano passado, segundo a Pesquisa Industrial Mensal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), recuperando-se assim da queda registrada no último mês de 2018, quando a taxa foi de -2,3%. Com este resultado o setor manteve-se acima da média global da indústria, cujo índice foi de -0,8%.

 Desempenho do mercado de móveis em 2018 tem queda em três de cinco indicadores

Entretanto, na comparação entre janeiro de 2019 e o mesmo mês de 2018, o setor moveleiro apresentou recuo de -1% – um decréscimo ainda assim menor do que o registrado pela indústria como um todo (-2,6%). Vale ressaltar que o começo do ano passado foi particularmente forte para a indústria de móveis: naquele janeiro, a alta foi de 11,9% em comparação com o mesmo mês de 2017, indicando a retomada do consumo no período pós-crise.

Mesmo com o resultado positivo na passagem de dezembro para o início deste ano, a produção industrial moveleira acumula em janeiro de 2019 uma baixa de -1,3% nos últimos 12 meses. Esse é o menor índice verificado desde maio de 2018, quando o setor de móveis iniciou a trajetória descendente na fabricação. Em dezembro de 2018 a taxa já era negativa, a -0,4%, e novembro daquele ano foi a última taxa positiva (1%) verificada até o momento.

produção industrial moveleira

A queda de 0,8% do composto global da indústria em janeiro foi praticamente generalizada: foram verificadas quedas em 18 das 26 atividades pesquisadas. Já na comparação com o desempenho de janeiro de 2018, a queda foi de 2,6%. Apesar disso, a indústria ainda acumula alta de 0,5% nos últimos 12 meses, posicionando-se acima do segmento de móveis.

Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, o perfil do resultado negativo é bem disseminado. “É uma produção industrial em ritmo abaixo da que encerrou 2018. No acumulado dos últimos 12 meses, ainda estamos no positivo, mas ele vem reduzindo a intensidade dessa expansão. Em julho de 2018, esse crescimento era de 3,4%. Ou seja, até nesse indicador, que está no campo positivo, vemos uma redução da intensidade do crescimento”.

A categoria de bens de consumo duráveis, na qual a produção industrial moveleira se insere, obteve alta de 0,5% na passagem de dezembro para janeiro, mas recuou 5,5% em janeiro de 2019 frente a igual período do ano anterior. Trata-se da terceira taxa negativa consecutiva nessa comparação, mas com queda menos acentuada do que a do mês anterior (-13,6%).

Nesse mês, o setor de bens de consumo duráveis foi particularmente pressionado pela redução na fabricação de automóveis (-3,8%) e de eletrodomésticos da “linha marrom” (-13,6%). Vale citar também os recuos assinalados por móveis (-5,1%) e outros eletrodomésticos (-9,6%). Já os principais impactos positivos foram em eletrodomésticos da “linha branca” (1,1%) e motocicletas (3,6%).


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646