E-commerce: exportar é prioridade para os empresários, de acordo com estudo

Pesquisa realizada pela Visa, gigante do setor de cartões de crédito, aponta essa tendência nos mercados dos Estados Unidos, Europa e China

Publicado em 11 de novembro de 2019 | 08:00 |Por: Everton Lima

Segundo o Visa Global Merchant eCommerce Study (GME Study), cujos destaques foram divulgados no início deste mês pela Visa (NYSE: V), empresas de e-commerce do mundo todo veem a expansão internacional e a conquista de novos consumidores fora de suas fronteiras como medidas críticas para impulsionar o crescimento do negócio, especialmente no período anterior à temporada de compras de fim de ano. A vasta maioria dos estabelecimentos pesquisados (87%) acredita que a expansão do e-commerce internacional é uma das maiores oportunidades de crescimento da empresa nos próximos anos.

Atualmente, de cada três empresas com venda online, duas (66%) já vendem para clientes de outros países. As vendas internacionais representam quase um terço (31%) do faturamento dessas empresas. Apesar do faturamento expressivo gerado por essas vendas, mais de metade (51%) dos e-commerces que já vendem para clientes de outros países precisa de ajuda para otimizar suas vendas internacionais.

– Icec: confiança do comércio cresce em outubro

– Vendas do varejo crescem em setembro, segundo a Cielo

“Os dados são claros; [as vendas] internacionais são uma grande oportunidade de crescimento. Mas não é fácil fazer isso, especialmente para pequenas empresas”, diz Suzan Kereere, head global de Merchant Sales e Acquiring da Visa. “Como plataforma global com milhões de transações diárias, a Visa ajuda os comerciantes a encontrar novos consumidores, a verificar a identidade digital desses consumidores e a criar experiências seguras e convenientes”.

Festas de fim de ano são sinônimo de vendas no mundo todo

A temporada de festas de fim de ano representa mais de um quarto do faturamento anual da vasta maioria das empresas pesquisadas (86%). Esse período de pico é crítico para e-commerces do mundo todo. As empresas continuam vendo com otimismo a penetração em novos mercados como estratégia para manter sua competitividade durante esse importante período.

Apesar da oportunidade, vários fatores preocupam os pesquisados. Para a temporada de festas de 2019, especificamente, mais da metade dos executivos (52%) consideram o aumento na concorrência o maior risco. Eventos globais também são fatores que preocupam: a política comercial é citada com mais frequência por executivos americanos (34%) e chineses (54%), enquanto a incerteza na Europa é uma preocupação para 64% dos executivos do Reino Unido.

“Não existem dois varejistas, regiões ou consumidores iguais. Por isso é tão importante que os comerciantes entendam o cenário. Os dados estão no centro disso tudo”, diz Kereere. “Os comerciantes precisam entender quem são e onde estão seus atuais e potenciais consumidores e adaptar suas propostas de valor às necessidades específicas dessa clientela. A Visa pode ajudá-los nessa tarefa”.

Visa publicará estudo completo sobre o tema

O estudo completo será publicado em janeiro de 2020 e se aprofunda nas atitudes, comportamentos e percepções dos comerciantes a respeito do e-commerce internacional em dez mercados globais. Outras conclusões importantes:

Experiência fluida: os consumidores querem que estabelecimentos domésticos e internacionais lhes ofereçam uma experiência de compra similar. Fatores mais importantes citados pelas empresas: entrega rápida (44%), checkout fácil (41%) e métodos de pagamento convenientes (41%).

Novos mercados: duas em três empresas (66%) que não vendem para clientes de outros países planejam fazê-lo em um futuro próximo, e 90% querem entrar nesse segmento nos próximos três anos.

Preparação: a jornada de expansão internacional pode ser um empreendimento intimidador. A vasta maioria dos e-commerces que não operam internacionalmente (87%) sequer tentou entrar nessa seara, citando a aceitação e o processamento de transações estrangeiras (37%) e questões logísticas (42%) como as principais barreiras.

Sobre o Visa Global Merchant eCommerce Study (GME Study) de 2019

Visa Global Merchant eCommerce Study (Visa GME Study) analisou as respostas de 1.000 proprietários de empresas e executivos C-level de empresas com capacidades de e-commerce, em dez mercados globais: Austrália, Canadá, China/Hong Kong, França, Alemanha, México, Singapura, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos. O Visa GME Study é parte do compromisso contínuo da Visa de ajudar os players do setor em seus esforços para desenvolver o ecossistema de e-commerce internacional. O Visa GME Study foi conduzido em parceria com a Wakefield Research, empresa de pesquisa e inteligência de negócios, em julho e agosto de 2019.

(com informações de assessoria)

 


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646