MÓBILE FORNECEDORES| EDIÇÃO 299

Capa Revista Móbile Fornecedores

Perdas, mas otimismo

Em 11 de julho completou quatro meses de pandemia de Covid-19 no mundo. No Brasil, não houve bloqueio total das atividades (em inglês lockdown) por um período necessário para (1) não propagar o coronavírus (2) tentar dissipar o vírus de solo brasileiro. Apesar de ser algo novo, com as experiências observadas na China e na Europa, principalmente na Itália, não era muito difícil saber o que precisava e poderia ser feito.

Tampouco houve testagem e quarentena de pessoas que estiveram fora do Brasil antes da pandemia e a realização em alta escala de testes na população com possíveis sintomas. A aposta para a não proliferação se restringiu ao uso de máscaras e higienização das mãos, além da recomendação (e não obrigação) de isolamento social.

Com isso, praticamente cinco meses do primeiro caso confirmado no Brasil em 26 de fevereiro, até metade de julho foram contabilizados quase 2 milhões de casos e quase 75 mil mortes, números que estarão maiores a depender da data de quando você ler essa introdução à nossa edição. E o Brasil, com dois ministros da saúde demitidos, mostrou sua ineficiência para combater o vírus que impacta fortemente o lazer das pessoas e comércios, atingindo menos as indústrias.

Boa leitura!

Ler Revista

EDIÇÃO 298

-Design Popular
-Mercado

Ler edição

EDIÇÃO 297

-Harmonia
-Mercado

Ler edição

EDIÇÃO 296

-Coronavírus
-Consumidor

Ler edição

EDIÇÃO 295

-Consumo
-Feiras e Eventos

Ler edição

EDIÇÃO 294

-Móbile 40 anos

Ler edição

EDIÇÃO 293

-Softwares
-Futuro do setor

Ler edição

EDIÇÃO 292

-Soluções para colchões
-Top Móbile 2019

Ler edição

EDIÇÃO 291

-Painéis de madeira
-Indústria de colchões

Ler edição

EDIÇÃO 290

-Fimma Brasil 2019
-iSaloni

Ler edição