Decidindo Decidir!

Publicado em 12 de março de 2020 | 18:27

“Nada é mais difícil e, portanto, tão precioso, do que ser capaz de decidir.” (Napoleão Bonaparte)

Na metade final do século XVIII, a humanidade vivenciou a transformação dos meios de produção e da forma como a sociedade era organizada. O tempo das máquinas mecânicas e a vapor ficou conhecido como a Primeira Revolução Industrial.

No século XX, a Segunda Revolução Industrial foi marcada pelo advento da eletricidade e do modelo de produção em massa, proposto e desenvolvido por Henry Ford.

No início do século XXI, vivenciamos a Terceira Revolução Industrial, marcada pelas tecnologias digitais, pela eletrônica e pela Informação. Este tempo foi conhecido como a “Era da Informação”.

Você deve ter notado que o tempo verbal utilizado está no passado. Sim, isso já ocorreu e a “Era da Informação” já acabou. Vivemos hoje, a “Era do Conhecimento” que é fruto da chamada Quarta Revolução Industrial, caracterizada pela computação em nuvem, Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas.

Você pode estar pensando…. nossa, mas não entendo nada disso!

Portanto, eu te digo: calma!

Temos muito a discutir sobre estes temas, e como eles impactam o varejo e, em especial, o varejo moveleiro. A Quarta Revolução Industrial terá um impacto ainda maior nos meios de produção e da organização de nossa sociedade.

Mas vejam só, vamos falar ainda dos reflexos da “Era da Informação”.

Hoje, você é bombardeado por mensagens eletrônicas, e-mails, sites de notícias, rádio e TV, dentre outros. Na sua empresa, dezenas e centenas de relatórios extraídos do seu sistema de gestão, planilhas de Excel, Dashboards do seu BI, indicadores de acesso digital e e-commerce, dados setoriais e novos competidores fazem com que você tenha tudo em termos de informação.

Esta inundação de informações tem gerado uma patologia empresarial muito grave. Uma paralisia no processo decisório.

Isso mesmo, o excesso de informação excede nossa capacidade de processamento, gerando inatividade ou a não decisão, que pode ser extremamente prejudicial ao seu negócio.

Como vender mais? Por que minhas vendas caíram? Como melhorar as margens? Quais produtos devo expor e colocar à venda?

São perguntas cujas respostas tínhamos por instinto no passado. Hoje temos dúvidas e incertezas, que geram ansiedade e paralisia.

Vejam só a imagem abaixo:

O excesso de informação exige INTELIGÊNCIA, que seleciona as informações relevantes e efetivamente úteis para GERAR CONHECIMENTO.

Conhecimento é criado dentro de nossos cérebros, de nossos executivos, e que nos fornecem dois caminhos: (1) Atividade para DECIDIR, (2) Criatividade para NOVAS IDEIAS.

É por isso que as empresas estão começando a investir em INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS. Utilizando ferramentas de análise de dados, para interpretar suas vendas, analisar sua carteira de clientes, a movimentação e evolução dos seus estoques, enfim, realmente ler a sua empresa e facilitar sua DECISÃO.

A competição futura será com aqueles que melhor sabem decidir? Os líderes de mercado estão decidindo decidir.

E você?

O conteúdo dos textos das colunas do Portal são de inteira responsabilidade dos seus autores originais

Receba nossa Newsletter