Quem ama o complexo, simples lhe parece!

Publicado em 4 de março de 2020 | 15:01

Muitas vezes ficamos preocupados em tentar “inventar a roda”, quando o melhor a fazer é o simples e objetivo. O que vai diferenciar os resultados está na forma em que fazemos.

Em um universo onde tudo está acelerado e imediatista, muitas vezes acabamos entrando no mesmo ritmo, porém, fazer rápido exige um nível de assertividade que, por sua vez, exige um planejamento fino… Ops! Planejamento exige tempo e isso não combina com imediatismo.

Nossa! Controverso isso, não?

Na verdade, a dificuldade está em entender que um bom planejamento pode colaborar para a otimização de todo processo.

Um bom planejamento no início, através das informações coletadas no briefing ou de um bom benchmark, é fundamental para direcionar as próximas etapas. Tratar um projeto como tal exige dedicação, organização e risco calculado. A princípio pode parecer moroso, mas essa é a sacada.

A aplicação de tempo e esforço na parte inicial do processo vai evitar desperdícios posteriores. Isso vai otimizar a utilização de recursos envolvidos no projeto, e tornar a etapa da produção mais assertiva, garantindo uma entrega satisfatória ao cliente.

A etapa da produção deve estar focada simplesmente em “produzir” e isso só é possível com um bom planejamento. Uma boa produção significa fazer melhor, em menos tempo, com menos desperdício, e, de quebra, entregar maior satisfação ao cliente.

Falta de planejamento:

– Gera dúvidas na hora da execução. Faltam informações adequadas.

– Aumenta a possibilidade de falta de materiais “In Time”. o risco de atraso devido a falta de previsão pode comprometer o andamento de toda produção.

– Aumenta o tempo de produção e interfere no cronograma. Fatalmente, sem informação e sem o material necessário compromete-se todo restante.

– Aumenta a possibilidade de erros, que se origina pela falta de informação, e acaba comprometida pela necessidade de se fazer rápido.

– Aumenta a possibilidade de retrabalhos. Aquilo que parecia agilidade no início, através da tomada de decisão rápida, acaba se tornando uma tremenda dor de cabeça, gerando um custo adicional que não estava previsto.

-Aumenta o tempo de resposta e entrega efetiva. Podemos dizer que sem planejamento tudo acaba virando uma bola de neve, vão se rolando os problemas e, no final, o risco de não ter o retorno esperado aumenta consideravelmente. Projetos sem o resultado esperado custam mais caro para a empresa e enfraquece a imagem no mercado, através da insatisfação do cliente.

Então como podemos minimizar as dúvidas? Planejando!

O Planejamento de todo projeto é imprescindível quando pensamos em agregação de valor. É no planejamento que identificamos as reais necessidades de cada projeto. Nesta etapa que definimos cada processo de forma assertiva, identificando possíveis inconsistências.

É exatamente esse o objetivo de tanto planejamento, que muitas vezes pode nos parecer complexo, mas ao ponto em que se insere no dia a dia da empresa entende-se o quão simples e eficaz é. E não importa o tamanho do projeto, nem tão pouco o tamanho da empresa, ame o que lhe parece complexo e simples ele se tornará. Não temos que inventar nada, apenas organizar o que existe e usar ao nosso favor.

 

 

O conteúdo dos textos das colunas do Portal são de inteira responsabilidade dos seus autores originais


Claudia Lens

Formada em Design de Interiores, pós-graduada em Engenharia da Produção, residente em Arapongas, onde está situado o maior polo moveleiro do Paraná. Atua há 10 anos em consultoria, assessoria e coaching para indústria moveleira. Participou como técnica e coordenadora de projetos de inovação para a indústria com troca de conhecimentos junto a instituições nacionais e internacionais. Atuou em vários programas para fomento da indústria através de workshops, palestras e treinamentos, desenvolveu projetos para feiras e eventos do setor moveleiro, tendo entre os trabalhos realizados, espaços para o Congresso Nacional Moveleiro, MOVELPAR e FIQ entre os anos de 2009 e 2018. Participou como coautora na publicação de pesquisa etnográfica “Desejos e Rupturas” e de pesquisas em feiras e eventos do setor, nacionais e internacionais, o que permitiu agregar conhecimento e expertise para realizar trabalhos focados no desenvolvimento de uma indústria mais inovadora. Em 2019, iniciou um trabalho profissional e independente, e, com ele, a oportunidade de trabalhar junto à indústria toda expertise adquirida ao longo desse tempo, realizando trabalhos em design estratégico, pesquisa e inovação, desenvolvimento de produtos, gestão de projetos e lean manufacturing, sempre com foco em metodologias que trabalham o desenvolvimento de produtos ou serviços competitivos e totalmente focados no consumidor.

Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646