Nova marca de mobiliário autoral chega ao mercado

Empresa de Santa Catarina preza pela valorização das matérias-primas, da produção nacional e da simplicidade do morar

Publicado em 11 de maio de 2021 | 15:44 |Por: Sandra Solda

Com o slogan “Móveis são como pontes” chega ao mercado a Klie – empresa de mobiliário autoral, para conectar as pessoas ao momento presente, formando um vínculo pessoal ou interpessoal entre indivíduos e objetos. A marca foi fundada em 2018, na cidade de Itapiranga, no interior de Santa Catarina.

O mobiliário da marca traduz uma experiência dirigida para a valorização das matérias-primas e da produção nacional e, principalmente para o enaltecimento da simplicidade do morar, destacando a noção de que os atores principais são as pessoas e sua maneira única de viver. Seu símbolo, a flor Wollblume ou Edelweiss, é uma homenagem aos descendentes de seus fundadores e colaboradores e constitui durabilidade, requinte e sofisticação

O pensamento da marca de mobiliário autoral foi concretizado, originalmente, a partir dos desenhos do Estúdio Muuh, formado pelos designers Cícero Jr. e Esteban Fidelis, que com formas simples e escolhas das técnicas adequadas, buscou estabelecer uma relação harmônica entre produtos e pessoas, por meio de respostas industriais e mecânicas.

Em 2020, o designer Esteban Fidelis assumiu integralmente, com o desafio de inovar e surpreender, o comando do processo de direção criativa da marca, juntamente com o Estúdio Klie – equipe de profissionais que avaliam fatores, como design, qualidade e outros aspectos técnicos, antes da concepção de um produto. “Trabalhamos para que o ordinário se torne extraordinário, para que que o normal se torne especial, para que momentos a sós ou acompanhados sejam únicos e inesquecíveis. Todo ritual diário é uma celebração à vida”, afirma o designer.

Mantendo a essência da Klie e reforçando a sua identidade, Esteban traz seu repertório na concepção das coleções Dunas e Gupeva, que contam com peças como: Cadeira Gupeva com braços e sem braços, Cama Belim, Chaise Longue Dunas, Daybed Dunas, Mesa de centro Urupema, Mesa de jantar Moema, Poltrona Fregata, Poltrona Kaburé, Poltrona Kauane, Poltrona Ker, Rack Bis, Sofá Chiim e Sofá Curvo Dunas. “Vejo o design como um processo sensível, onde se compreendem valores, equacionam capacidades e executam possibilidades”, comenta Fidelis.

Sob os valores Confiança, Detalhes, Família, Humanização, Momentos, Natural, Puro, Recordações, Sinestesia, Solicitude e União, a Klie presa pela estética simplista, atrelada a um aspecto funcional ou técnico. Todos os produtos contam histórias e seus nomes tecem um discurso consistente em pesquisas textuais que rompem a fronteira da utilidade funcional da peça e almejam status artísticos, históricos, filosóficos, geográficos e linguísticos.

Presente nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, a marca pretende expandir nacionalmente por meio do comércio online e físico e, ainda em 2021, alcançar à Europa e EUA, tendo como objetivo se tornar referência no design afetivo, a fim de fortalecer e incentivar o design nacional.

 

Com Assessoria de Imprensa

Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin

O tema da quarta edição é o verbo ‘Acolher’ e a ideia é premiar propostas que destaquem e concebam a relação do design com outras áreas

Publicado em 27 de abril de 2021 | 11:37 |Por: Sandra Solda

Estão abertas até 31 de maio as inscrições para o 4º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin, voltado a universitários e recém-formados de todas as áreas. A ideia é premiar propostas que destaquem e concebam a relação do design com outras áreas, como comunicação, arquitetura, biologia, engenharia, moda, tecnologia, economia, física, educação, matemática, química, entre outras. O tema da quarta edição é o verbo ‘Acolher’.

10 proponentes serão selecionados e ganharão a verba de R$ 6.000,00 cada para a realização do protótipo de seu projeto que será exposto no Instituto Tomie Ohtake. Além disso, três projetos, dentre aqueles presentes na exposição, receberão como prêmio cursos livres em instituições internacionais (com passagem, hospedagem e alimentação inclusos). Compõem o júri da presente edição Cláudia Zacar (Curitiba – PR), Diego Mauro (Salvador – BA), Érico Gondim (Fortaleza – CE), Iran Pontes (Recife – PE) e Sâmia Batista (Belém – PA). As inscrições, que seguem até o dia 31 de maio, são gratuitas e podem ser feitas pelo site https://premiodesign.institutotomieohtake.org.br/.

Com perfil distinto das usuais premiações de design, o Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin tem uma proposta inovadora: abdicando de categorias, propõe a cada edição um tema-desafio a estudantes universitários. A partir desse tema, projetos podem ser inscritos por universitários e recém-formados de qualquer área, não se restringindo somente a jovens designers. A ideia é premiar propostas que destaquem e concebam a relação do design com outras áreas, como arquitetura, biologia, engenharia, moda, tecnologia e ciências sociais.

Com esses pressupostos, o prêmio procura ressaltar que atualmente as propostas mais contundentes de design acontecem em diálogo com diferentes especialidades, instigando soluções inovadoras que possam responder a questões contemporâneas que discutam nosso cenário social, político, urbano, habitacional, além de novas demandas tecnológicas, novos equipamentos, publicações e mídias digitais.

Podem se inscrever ao 4º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin  estudantes universitários regularmente matriculados em cursos técnicos ou de nível superior; graduados há no máximo dois anos a contar do ano corrente; e coletivos em que todos os membros respondam às condições elencadas acima. Só serão aceitos os cursos reconhecidos ou autorizados pelo MEC. Estrangeiros também podem participar desde que residam no país há pelo menos dois anos. Edital, mais informações e inscrições para a 4º edição do 4º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin em: http://premiodesign.institutotomieohtake.org.br

Com Assessoria de imprensa

Prêmio Salão Design: campanha e data para inscrições

“Sua História tem Design” é o mote que vai embasar as peças de comunicação do prêmio brasileiro de design de mobiliário, que chega à sua 24ª edição

Publicado em 24 de abril de 2021 | 09:08 |Por: Sandra Solda

Todos podemos marcar o tempo por meio do mobiliário que nos acompanha: o berço, as classes da escola, a mesa de refeições em família, o primeiro escritório, a cozinha dos avós… Com o mote “Sua História tem Design”, o Prêmio Salão Design, promovido pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (RS), lança a campanha de sua 24ª edição anunciando contagem regressiva para as inscrições, que vão ser de 14 de junho a 31 de agosto de 2021.

A campanha, criada pela agência República das Ideias (Porto Alegre), ilustra que a vida pode ser contada por meio do design dos móveis, assim como a própria premiação tem sua vasta trajetória. Nesses 33 anos, já foram inscritos mais de 15 mil projetos e premiados 406. “A legitimação do design no contexto do setor moveleiro é o que motivou o Sindmóveis Bento Gonçalves a criar o prêmio, em 1988. Entendemos que a iniciativa revalida sua importância a cada ano, atuando como um canal de integração entre designers e indústrias, premiando o talento e apresentando ao mercado peças com diferencial competitivo”, pontua o diretor do Prêmio, José Ferro.

Para a 24ª edição do Prêmio Salão Design, poderão ser inscritos somente projetos de mobiliário, não havendo categorias para acessórios e iluminação. O prêmio é aberto a estudantes e profissionais de design e áreas afins, com um total de R$ 80 mil em prêmios nessas duas modalidades, além de menções honrosas que podem ser designadas pelos jurados.

Também permanecem sendo concedidos os já tradicionais troféus Professor Orientador (para o orientador do melhor produto entre os estudantes) e Madeiras Alternativas. Esse último é uma parceria com o Serviço Florestal Brasileiro (SFB), que reconhece o uso de madeiras consideradas não muito utilizadas. Além do troféu especial, essa categoria inclui como premiação uma viagem ao laboratório do SFB em Brasília e expedição a áreas amazônicas de manejo sustentável.

A cerimônia de premiação e mostra de produtos do Prêmio Salão Design 2022 serão na Movelsul Brasil, em março de 2022, em Bento Gonçalves. Os vencedores participam, ainda, de mais uma exposição no próximo ano, durante o São Paulo Design Weekend. No site do prêmio, já está disponível o regulamento completo em português, espanhol e inglês: www.salaodesign.com.br.

Mais sobre o prêmio  

O Salão Design é o prêmio brasileiro de design de mobiliário, promovido desde 1988 pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis). A iniciativa nasceu na Serra Gaúcha, no maior polo moveleiro do país, como indutora de inovação e ferramenta de competitividade para a indústria moveleira. Para além de uma vitrine de tendências e talentos, o Prêmio Salão Design tem parte na formação da identidade do design brasileiro e latino-americano.

Prêmio Salão DesignCronograma do Prêmio Salão Design

  • Inscrições: de 14 de junho a 31 de agosto de 2021
  • Julgamento da Primeira Etapa: De 09 a 30 de setembro de 2021
  • Divulgação dos resultados da Primeira Etapa: 11 de outubro de 2021
  • Prazo único para entrega dos produtos selecionados: Dias 10, 11 e 12 de janeiro de 2022
  • Julgamento da Segunda Etapa: 24 e 25 de janeiro de 2022
  • Divulgação dos vencedores: 01 de fevereiro de 2022
  • Mostra dos produtos premiados na Movelsul Brasil 2022: 14 a 17 de março de 2022
  • Cerimônia de premiação: 16 de março de 2022
  • Mostra dos vencedores na DW! Semana de Design de São Paulo: agosto de 2022 (data a definir)

 

Com Assessoria de Imprensa

iF Design Award 2021: Brasil é ouro na maior premiação do design

Duas peças de design nacional inscritas pelo Projeto Brazilian Furniture foram destaques na premiação: projeto da Choque Design + Móveis James recebeu o prêmio principal

Publicado em 23 de abril de 2021 | 08:00 |Por: Thiago Rodrigo

Levar a originalidade e a pluralidade da indústria de móveis e do design brasileiro cada vez mais longe é a principal missão do Projeto Setorial Brazilian Furniture, iniciativa da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Características que se confirmaram em mais uma edição do iF Design Award, que neste ano coroou um móvel brasileiro com o iF Gold Award — categoria máxima deste que é considerado o “Oscar” do design mundial.

If Design Award

Conheça a Adega Cacho: projeto assinado por Dimitri Lociks Cavalcanti de Gusmão e Simone Turíbio Brígido, do escritório brasiliense Choque Design, para a marca catarinense Móveis James. “Uma prateleira de vinhos que pode ser facilmente confundida com uma obra de arte”, “o casamento ideal entre o funcional e o estético”.

Essas foram apenas algumas das expressões utilizadas pelo júri do prêmio na avaliação final da adega. Inspirada nas curvas dos cachos de uva e nas esculturas de metal do movimento neoconcretista brasileiro, a peça tem a proposta de ser um objeto de parede ao mesmo tempo útil e decorativo.

Customer Centricity é ferramenta para o setor moveleiro

A simplicidade inteligente do desenho e o uso de pouquíssimos materiais – chapas modulares de aço em formato de “J” e pequenas tiras de feltro que recebem as garrafas no interior de cada célula – refletem-se tanto num visual limpo, elegante e atemporal quanto numa produção rápida e de baixo custo.

Resultando, assim, em um produto de design acessível e sustentável, tendo em vista, ainda, que toda a adega pode ser facilmente reciclada ao final do seu ciclo de vida. Além disso, ela é uma ótima opção para ambientes pequenos ou grandes, por ser modular e aproveitar espaços estreitos e verticais, como colunas, nichos embutidos, pilares e cantos estreitos.

Design integrado à indústria do mobiliário

Realizado anualmente, o iF Design Award identifica design de destaque, sua relevância para os negócios e a vida cotidiana, outorgando aos premiados um dos mais importantes avais de qualidade do mundo. Entre cerca de 10 mil projetos inscritos em 2021, o Gold Award foi concedido para apenas 75 projetos, incluindo a Adega Cacho. A peça, aliás, foi inscrita na premiação por meio do Projeto Brazilian Furniture, que tem como um dos motes o programa Design Integrado à Indústria.

“Estamos extremamente felizes e honrados em ter alcançado a medalha de ouro nessa que, para nós, é a premiação máxima do design. Esperamos que, com esse reconhecimento, as indústrias brasileiras percebam que quando elas apostam no design é possível chegar a resultados excepcionais”, ressalta Lociks, um dos criadores da peça em nome de todo o time Choque Design.If Design Award

“Ganhar um prêmio tão importante quanto o iF Gold Award nos dá visibilidade a nível global, colocando a indústria e o design brasileiro em igualdade com os maiores países do mundo”, ressalta Jaime Pfutzenreuter, diretor-comercial da Móveis James. “Este reconhecimento demonstra que estamos no caminho certo ao investir no design como uma ferramenta de diferenciação para nossa indústria. Criar o desejo no consumidor final requer um trabalho muito bem planejado antes de sair do papel e foi isso que a Choque Design fez ao desenhar a Adega Cacho”, complementa.

Brasil é destaque no If Design Award

Além da adega, outros 17 projetos brasileiros foram premiados na edição do iF Design Award deste ano. Incluindo o Aparador Horizonte, criação de Lia Siqueira, da Azul Arquitetura e Design, para a ETEL, também inscrita na premiação pelo Brazilian Furniture.

Destaque na disciplina Produto, o aparador é inspirado no raciocínio arquitetônico e na arte, tendo surgido da união entre ritmo e ação, uma série de repetições transformada em uma estrutura harmônica e homogênea. O exercício linear modelado em triângulos, possibilitou a construção de gavetas invisíveis, usando a técnica sofisticada de marcenaria. Com presença física, o aparador, embora bastante funcional, parece flutuar no horizonte.If Design Award

“A partir de um trabalho árduo, estamos confirmando de vez o potencial brasileiro como uma grande escola de design, uma referência mundial”, reforça Lissa Carmona, CEO da ETEL. “Precisamos mostrar ao mundo aquilo em que somos excelentes. Temos de estar sempre atentos, investirmos e colocarmos a qualidade como meta, competindo de igual para igual com mercados como o americano e o europeu. Nesse sentido, é muito importante a parceria de entidades como a Abimóvel e a Apex-Brasil na busca por empresas capazes de mostrar este Brasil para o mundo, selecionando e promovendo o que temos de melhor”, acrescenta.

Ainda na disciplina Produto foi premiada também a Cadeira ETTA, da Sollos, por Jader Almeida. Confirmando o posicionamento da indústria brasileira para uma produção cada vez mais orientada pelo design.If Design Award

Para a Abimóvel e a Apex-Brasil, o momento é de grande orgulho e de dever cumprido. “Nosso objetivo por meio do Brazilian Furniture será sempre o de ampliar a competitividade e a inserção da indústria moveleira no cenário nacional e internacional. Acreditando no design integrado à indústria, nos profissionais e escritórios de design nacionais, nas matérias-primas, na diversidade e na originalidade tipicamente brasileiras para gerar ainda mais diferenciais de mercado. Fatores que apenas se confirmam com os resultados alcançados pelos projetos brasileiros no iF Design Award 2021”, finaliza Cândida Cervieri, diretora executiva da Abimóvel.

Móveis para home office continuam liderando vendas no último trimestre

Sofás, poltronas e tapetes também estão na lista dos mais vendidos nas lojas de móveis e decoração da Muma

Publicado em 22 de abril de 2021 | 08:00 |Por: Thiago Rodrigo

Com o aumento significativo da procura por móveis e objetos de decoração durante o período de distanciamento social, as lojas de móveis e decoração têm visto um crescimento significativo desses e outros itens bastante específicos: escrivaninhas, cadeiras de trabalho, sofás, poltronas e tapetes são os itens que encabeçam a lista dos mais procurados para dar mais conforto ao ambiente doméstico. De acordo com a Muma, startup de venda de móveis e objetos de decoração autorais, o movimento teve início em meados de abril de 2020, se manteve durante todo o ano e teve novo pico em fevereiro de 2021.

Movelpar é adiada

“Acreditamos que esse aumento de vendas é de pessoas que achavam que esse ano voltariam aos seus escritórios e perceberam que isso ainda levará um bom tempo. Por isso, passaram a investir em escritórios e montar espaços mais adequados às suas necessidades. Tivemos aumento tanto no volume de procura quanto no ticket médio de compras para itens de home office”, afirma Matheus Ximenes Pinho, CEO da Muma.

“Com o fechamento das lojas físicas, nós esperávamos uma queda de 40% nas vendas. A realidade foi tão diferente que inclusive fechamos nossa meta do trimestre 15% acima do esperado e isso foi puxado pelos móveis de home office. Com tempos tão incertos, investir em uma cadeira ou mesa mais confortável é um alento para muitas pessoas”, completa o Matheus Ximenes Pinho. Conheça os best-sellers da Muma neste trimestre de 2021.

Escrivaninha Brás

A Escrivaninha Brás tem um design multifuncional e se adapta facilmente a vários tipos de ambientes. Leva um design vintage para seu quarto, escritório ou home office. Use sua criatividade! Crie uma decoração com mais personalidade, funcional e que te auxilie nas tarefas do dia a dia. Sua base fabricada em madeira maciça combinada com o acabamento colorido em laca destacam qualquer ambiente de uma forma simples. Se preferir, pode usá-la também como um aparador.Muma

Poltrona Tamanduá

A Poltrona Tamanduá possui um design moderno, marcante e muito autêntico. Destaca de forma elegante o seu ambiente, podendo ser usada em salas de estar, escritórios e áreas comuns. Leve o melhor do design assinado para a sua casa! Ela possui uma estrutura que combina a madeira maciça com barras metálicas, proporcionando mais resistência e durabilidade ao produto.Muma

Cadeira Cloé Eco Leather

A Cadeira Cloé Eco Leather é perfeita pra quem procura uma decoração despojada e confortável. Seu estilo minimalista com um toque industrial vai deixar o seu ambiente muito mais moderno.Muma

Sofá Nalu

O Sofá Nalu é confortável. Possui linhas retas, modernas e minimalistas que compõem bem em qualquer ambiente. Para sala de estar, sala de tv ou escritório ele garantirá bastante estilo e aconchego. Experimente ornar com a nossa linha de xales e almofadas coloridas para dar ainda mais personalidade ao seu espaço. Se você está procurando por elegância, esse é o seu sofá! Com variadas opções de tamanhos e cores, o seu cantinho vai ficar com um toque moderno e clean, permitindo combinações diversas. É bastante amplo, conferindo espaço e conforto para os momentos de lazer e descanso. As almofadas fixas proporcionam um ambiente mais organizado, facilitando e deixando o seu dia a dia mais prático. Sua espuma pro com alta tecnologia proporciona todo conforto, durabilidade e qualidade atestadas pela Muma.Muma

Tapete Ego

Com estampas coloridas e vibrantes, os Tapetes Ego vem ganhando destaque e se tornando a favorita dos apaixonados por decoração. Modernos e com formatos geométricos, são extremamente fáceis para combinar, independente do seu estilo com certeza te proporcionará um ambiente alegre e cheio de estilo.Muma

Mercado imobiliário aquece e reforça demanda por design de interiores

Diferente de outros setores, demanda pelo trabalho de design de interiores aumentou e deve continuar crescendo com menor taxa de juros

Publicado em 18 de março de 2021 | 11:37 |Por: Thiago Rodrigo

No ano passado, as pessoas estiveram dentro de casa por mais tempo do que o habitual, o que aumentou a necessidade de tornar o lar mais confortável e funcional. O investimento em reformas e ambientes inteligentes aumentou e deve continuar crescendo nos próximos anos com a retomada da construção civil que é impulsionada pela menor taxa de juros da história. Em novembro, o setor atingiu o maior nível desde dezembro de 2014 e a expectativa de crescimento dos lançamentos imobiliários é de 15% a 20% se comparado ao ano anterior, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Design de interiores

Segundo o arquiteto, urbanista e supervisor do curso de Design de Interiores do Centro Europeu, Filipe Bender, o mercado imobiliário está crescendo diante de uma menor taxa de juros dos bancos e a tendência é de aumento pela demanda de projetos que valorizem até mesmo os pequenos espaços.

Divulgação

Filipe Bender é arquiteto, urbanista e supervisor do curso de Desing de Interiores do Centro Europeu

“O lar virou algo muito importante porque também virou local de trabalho. O que a gente percebe, de um modo geral, é que nosso setor está muito aquecido”, avalia Bender.

Parte desta guinada ocorre devido a redução da taxa básica de juros, a Selic, para 2%, o menor patamar da história. A Selic é a base do mercado e é replicada em juros de financiamento e investimentos. Com juros baixos, o consumo e a busca por crédito são estimulados.

Leia nova edição da Móbile Fornecedores

“Com a redução da taxa de juros, é esperado que empresários, construtoras e incorporadoras voltem a investir na construção civil. De outro lado, com o acesso ao crédito facilitado, seja para realizar o sonho da casa própria ou como investimento, a compra destas novas unidades é estimulado. Então, teremos novos apartamentos para serem feitos também”, explica.

Outra tendência que se firma ano após ano são os espaços cada vez mais compactos, o que torna fundamental o trabalho de um designer de interiores para o planejamento do projeto.

“A forma de morar está mudando e os apartamentos estão cada vez menores. É comum que hoje famílias com dois filhos morem em unidades de 40m² a 60m². Assim como têm pessoas que moram em studios de 20m². Um designer de interiores é capaz de melhorar o aproveitamento desses espaços”, afirma o arquiteto.

Curso

No curso de Design de Interiores do Centro Europeu, os alunos aprendem de forma prática as mais diversas tendências e tornam-se capazes de projetar soluções inteligentes para o universo da decoração de interiores.

A formação acontece de maneira dinâmica, técnica e vivencial, dividida em ateliês e módulos. Além da teoria, o curso do Centro Europeu também é focado na prática e na rotina de trabalho com professores atuantes na área e que levam aos alunos as experiências do dia a dia. Outro diferencial são aulas voltadas ao mercado, visitas externas e práticas com desafios e projetos focados na construção de portfólio do profissional.

“Nossa atenção é voltada ao mercado de trabalho. Diferente das faculdades, o curso atua como mentoria em que apresenta ferramentas para que o profissional possa vender seus serviços. Não formamos apenas alunos, mas sim profissionais preparados para o mercado de trabalho”, reforça o supervisor.

8ª edição do Salão de Gramado é adiado

Feira de móveis de alta decoração, Salão de Gramado é adiada mais uma vez

Publicado em 18 de março de 2021 | 09:31 |Por: Thiago Rodrigo

A direção do Salão de Gramado decidiu nesta semana que o evento deste ano será adiado para 2022. A feira realizada todos os anos em Gramado, no Rio Grande do Sul, não foi realizada ano passado devido à pandemia de coronavírus. Havia confiança da possibilidade de realização da feira neste ano, mas com a não melhora da pandemia, com o atual agravamento, inviabilizou o evento.

“Os motivos que nos levaram a esta decisão foram vários sob os quais todos estamos vivenciando novamente com a segunda ou terceira onda da Covid-19 e os fechamentos de comércio recorrentes”, informa a direção do Salão do Gramado em nota.

Prêmio Salão Design valoriza mulheres designers

Os esforços em realizar o Salão de Gramado em junho deste ano foram muito grandes. “Estávamos todos muito otimistas na realização da feira. No entanto, com os acontecimentos atuais vimos que não teríamos tempo hábil para a realização de todas as etapas do pré-evento necessárias para que um evento deste porte seja realizado”, aponta. O Salão de Gramado seria promovido de 14 a 17 de junho.

A 8ª edição do Salão de Gramado está programada de ser realizada em junho de 2022, em data a ser confirmada.

Sierra Móveis apresenta nova coleção com produtos em 3D

Sierra contou com a ajuda da Fullfreela para criar o catálogo da nova coleção

Publicado em 8 de março de 2021 | 07:42 |Por: Cleide de Paula

Ao desenvolver um novo móvel, a Sierra Móveis, referência mundial em mercado de móveis e artigos de luxo, idealiza produtos que possam ser utilizados em diversos tipos de ambientes. Para divulgá-los, o intuito é apresentar ao público algumas opções de espaços em que aquela poltrona, por exemplo, ficaria perfeita.

Indústria moveleira produz 38,3 milhões de peças em 2020

Algumas vezes seria necessário montar, ao menos, dois cenários diferentes para apresentar determinado produto. Por exemplo, a Sierra Móveis conta com uma poltrona que se encaixa perfeitamente em um ambiente de living, mas também pode ser ideal para uma varanda. Para conseguir apresentar estas opções ao cliente, a empresa precisaria criar o ambiente de uma sala e de uma varanda, o que encarece a produção e nem sempre as melhores locações estão disponíveis.

Apesar de contar com um estúdio próprio e ter disponibilidade para produzir todos os móveis dos ambientes, nem sempre esta é a melhor alternativa, porque além de ter um custo considerável para a produção de todos os produtos, locações, criação de ambientes, transporte e mão de obra, os móveis utilizados geralmente não podem mais ser revendidos como novos. Além de que, com a utilização de projetos 3D também é possível mesclar os produtos da nova coleção com produtos já lançados anteriormente, em diversas versões e acabamentos.

Para otimizar os custos e o tempo, mas conseguir mostrar os móveis em ambientes completos e bonitos, a Sierra Móveis contou com a ajuda da FullFreela, empresa que criou uma plataforma para a realização de modelagem dos móveis em 3D e decorações virtuais, com o intuito de ajudar companhias, como a Sierra Móveis, a ter diversas opções de ambientes, sem precisar ter todos os itens fisicamente.

“A equipe da Sierra Móveis me procurou, pois, queriam montar ambientes em que os móveis da nova coleção se encaixassem, mas não podiam criar toda a cena. Com o uso das ferramentas 3D, é possível criar quantos cenários forem necessários, com um custo reduzido”, afirma Leonardo Bartz, fundador da FullFreela.

No total, foram criados 13 ambientes para a marca utilizar no catálogo da nova coleção. Além disso, a Fullfreela também desenvolveu o still de parte dos produtos, para que a empresa não precisasse produzir uma peça de cada um para as fotos, além de criar opção de cores e acabamentos para alguns móveis.

“Neste caso, optamos por utilizar as imagens 3D, pois tínhamos um limitante em buscar locações externas para a produção de fotos. Facilitou também a possibilidade de troca de acabamentos, pois os móveis, principalmente os de tecido, podem ter uma grande variedade de combinações e com o 3D podemos mostrar um pouco destas possibilidades, afirma André Tissot, presidente do grupo Sierra Móveis.”

“Nosso principal objetivo é ajudar a empresa a economizar tempo e dinheiro e, também oferecer opções que seria muito difíceis de criar no mundo real”, finaliza Bartz.

FullFreela
A FullFreela surgiu para consolidar Artistas talentosos e empresas que necessitam de um trabalho ágil e de qualidade. Desenvolvida em 2020 pelo empreendedor Leonardo Bartz, a empresa pretende movimentar mais de meio milhão de reais neste ano.

Forma Legno ingressa no mercado moveleiro com proposta diferenciada 

Sediada em Flores da Cunha (RS), indústria combina padrão de qualidade diferenciado pela excelência com acessibilidade para conquistar espaço e preferência do consumidor

Publicado em 3 de março de 2021 | 20:59 |Por: Cleide de Paula

Boas ideias de novos negócios sempre encontram espaço para prosperar – até mesmo em segmentos já superpovoados com o ramo moveleiro. A Forma Legno (Flores da Cunha, RS) fez um movimento ousado, investindo para ingressar nesse mercado com uma combinação inovadora de diferenciais: produtos com excelente padrão de qualidade, personalizados para atender a necessidade do cliente, porém com custo x benefício reconhecidamente competitivo. “Nosso diferencial estratégico é a forma de apresentação ao mercado: muito mais objetiva e funcional, aliviando diversos custos no produto final” explica Vanderlei Dondé, idealizador da nova empresa.

Vendas de torneiras gourmet cresceram 120% nos últimos 12 meses

Vanderlei Dondé

Vanderlei Dondé

A proposta prevê expandir a Forma Legno no mercado nacional por meio de lojas e estúdios – espaços conceitualmente preparados para receber profissionais especificadores e consumidores e lhes apresentar os diferenciais da marca. Ali será possível conhecer o trabalho da empresa por meio dos projetos desenvolvidos – e detalhes como padrões de cor e acabamento disponíveis, entre outros. “O cliente terá suas necessidades específicas atendidas graças a um trabalho de personalização inteligente, amparado por representantes qualificados que oferecerão todo suporte em nome da marca e garantirão a excelência do produto a ser entregue – tudo isso dentro de um orçamento compatível com a realidade do consumidor”, garante Dondé.

A Forma Legno trabalha com mobiliário para todos os ambientes do lar (cozinha, lavanderia, salas, dormitório e office) e também espaços contract, agregando personalidade e personalização aos projetos.

Empreendedorismo e inovação no DNA do negócio

O conceito da Forma Legno enquanto modelo de negócio vinha sendo concebido por Vanderlei Dondé já há alguns anos, lapidado por décadas de experiência profissional no ramo de mobilário e na gestão empresarial. Mas foi em 2019 que o projeto efetivamente saiu do papel e ganhou contornos reais, com a instalação de máquinas e pessoas atuando na estruturação da fábrica. Hoje, a Forma Legno opera em uma área de 10 mil metros quadrados, com 80 colaboradores diretos.

A pandemia que surpreendeu a todos em 2020 não esmoreceu o ímpeto empreendedor de Dondé. “Por um lado, a crise instaurada pela covid-19 desacelerou o ritmo dos avanços que havíamos idealizado, é verdade. Mas, por outro, acelerou, e muito, um movimento que já havíamos identificado como oportunidade de negócio: o desejo de as pessoas investirem cada vez mais no conforto do lar, transformando-o em um verdadeiro refúgio para si e seus familiares. Há, claramente, um nicho de mercado composto por clientes interessados em melhorar sua qualidade de vida através do conceito de morar bem, e dispostos a pagar um preço justo por isso. Para atender esses consumidores é que surge a Forma Legno”, diz.

Competitividade

A Forma Legno ingressa no mercado equiparada às indústrias moveleiras de ponta que atuam no mercado nacional. “Buscamos os melhores fornecedores que atendem à cadeia produtiva brasileira, em termos de matéria-prima e tecnologia. Equipamos o parque fabril com máquinas de última geração, que garantem a qualidade no processo de fabricação, trazendo para o chão de fábrica o que há de mais atual em tecnologia. Esse cuidado nos assegura condições de competir igualmente, nos quesitos técnicos, com as mais conceituadas indústrias moveleiras”, assegura Dondé.

A Coleção 21/22 da Forma Legno, denominada Malka, que em hebraico significa Rainha, chega ao mercado repleta de atitude – design, elegância e sofisticação fazem parte da essência da empresa. A linha vem inspirada por atributos presentes na história de Rellen Larrat Dondé, esposa e sócia de Vanderlei Dondé, inseridos na proposta criativa. “O resultado é uma coleção diversificada, ao alcance do gosto apurado dos clientes da Forma Legno que buscam ambientes com personalidade”, diz o empresário. (com informações da assessoria de imprensa)

Vendas de torneiras gourmet cresceram 120% nos últimos 12 meses

Cozinhas residenciais são transformadas em “ambientes gourmet” durante pandemia no Brasil

Publicado em 3 de março de 2021 | 08:22 |Por: Cleide de Paula

A comercialização torneiras gourmet, de alto design e desempenho, da marca Prizi, do Grupo All Nations, cresceu 120% no Brasil durante o período de pandemia, entre março de 2020 e fevereiro deste ano. Entre as principais motivações para este resultado, estão o aumento do número de pessoas em modelo de home office e a necessidade de equipar as cozinhas residenciais com itens mais “gourmetizados”.

Móveis de alto padrão: Archademy se une a Herval

Segundo levantamento do Grupo All Nations, a procura por itens de cozinha em geral tem crescido exponencialmente no País durante o período em que há mais pessoas em casa por conta da crise sanitária da Covid-19. Os consumidores do estado de São Paulo representaram sozinhos 39% da procura por torneiras gourmet, seguidos pelos fluminenses com 18%, mineiros com 13% e os três estados do sul do País com 22%. Os outros 8% se dividem entre as demais regiões.

Segundo Vanessa Calvano, gerente comercial responsável pela unidade de negócio Prizi do Grupo All Nations, as torneiras gourmet possuem um design moderno e dão um toque de requinte a mais na cozinha do consumidor, além de trazerem grande praticidade no dia a dia. “Nossa perspectiva de crescimento para 2021 é de atingirmos 190% somente com os itens de cozinha. Para isso, estamos investindo no aumento de nosso portfólio, pois assim, conseguiremos atender todos os tipos de gosto dos consumidores”, acrescenta.

O Grupo All Nations, uma das maiores distribuidoras de produtos e equipamentos nos mais variados segmentos da tecnologia no Brasil, acaba de atingir R$ 1 bilhão de faturamento este ano no País. O resultado é fruto de uma reengenharia da atuação das unidades negócios com foco em vendas eletrônicas tanto no atacado quanto no varejo.

Para enfrentar a crise econômica causada pela pandemia e manter a performance das unidades de negócios, o Grupo All Nations promoveu mudanças estratégicas na relação com clientes, fornecedores e consumidores finais, com investimentos em vendas pela internet e ganho de escala, além de estabelecer novos modelos de trabalho para o corpo de colaboradores, incluindo sistema híbrido de teletrabalho e atuação presencial pontual para os mais de 210 profissionais da empresa.

A All Nations

O Grupo All Nations é uma S/A e atua nos mais variados segmentos da tecnologia no Brasil, a partir de seus centros de distribuição espalhados pelo país, nos estados de SC, ES e RJ. Também conta com escritórios de apoio logístico na China e EUA, e trabalha com as maiores fabricas do mundo. O Grupo All Nations é composto pelas empresas All Nations, HiCorp, Mania Virtual, Pctop, Aqui Pneus, Win Energias Renováveis e Prizi.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646