Colibri Móveis chega aos 30 anos, feita a muitas mãos

Pessoas e inovação marcam os 30 anos da Colibri Móveis. Comemoração prevê ações para diferentes públicos que contribuem para o sucesso da empresa

Publicado em 15 de janeiro de 2021 | 10:27 |Por: Cleide de Paula

Fundada em 9 de janeiro de 1991, a Colibri Móveis, sediada em Arapongas (PR), completa 30 anos. Para celebrar a trajetória, organizou uma série de atividades comemorativas destinadas aos colaboradores internos, representantes comerciais, fornecedores e clientes.

Publicada a Lei de expansão territorial do polo moveleiro de Ubá

De acordo com o diretor da Colibri Móveis, José Lopes Aquino, as ações estão ocorrendo em etapas. Em entrevista à revista Móbile, ele contou que o primeiro evento foi destinado aos colaboradores e aconteceu em 9 de janeiro na sede da empresa.

“Foram realizadas reuniões setoriais para evitar aglomeração. Na ocasião, fizemos uma pequena comemoração e um agradecimento. Não só aos colaboradores atuais, mas, a todos, que em algum momento passaram pela Colibri nesses 30 anos. Haverá outros momentos voltados aos colaboradores”, explicou.

O diretor detalhou que o cronograma de atividades teve início em 8 de janeiro e se encerra em 25 de fevereiro com um grande evento com transmissão virtual, no qual ocorrerão palestras e uma ampla programação que terá duração prevista de seis horas. “A proposta é mostrar a trajetória da empresa, o momento atual e principalmente, o futuro”, citou.

Explicando o sucesso da Colibri Móveis

A Colibri Móveis fabrica racks, estantes e dormitórios que aliam design moderno, qualidade de matéria-prima e acabamento. José Lopes Aquino atribui o sucesso do empreendimento aos valores que norteiam as atividades como ética, seriedade, transparência e comprometimento.

“Desde o início, tentamos passar os valores pessoais para direcionar os caminhos da empresa como a questão da ética e do compromisso em cumprir com as obrigações e ter um relacionamento franco e sadio com o mercado. Além disso, sempre buscamos a inovação e tentamos fazer sempre o melhor”, ressalta.

“Entregar sempre o que foi prometido e, se possível, até um pouco mais. Todos esses valores norteam a Colibri desde o início. E isso acabou se tornando nosso DNA até hoje, permeando nossos valores, o relacionamento com o mercado e nossos compromissos.
Mesmo nas maiores dificuldades sempre trabalhamos para preservar esses valores e assim construímos nossa imagem. É gratificante. Temos a consciência de que tudo isso foi construído por muitas mãos”.

 

“Entregar sempre o que foi prometido e, se possível, até um pouco mais. Todos esses valores norteam a Colibri desde o início. E isso acabou se tornando nosso DNA até hoje, permeando nossos valores, o relacionamento com o mercado e nossos compromissos. Mesmo nas maiores dificuldades sempre trabalhamos para preservar esses valores e assim construímos nossa imagem. É gratificante. Temos a consciência de que tudo isso foi construído por muitas mãos” – José Lopes Aquino, diretor da Colibri Móveis

Investimentos na hora certa

O diretor frisa que em vários momentos da história da Colibri, os investimentos deram suporte para o crescimento da empresa como, por exemplo, em 1996/1997, depois, em 2010/2011, quando foi iniciado um planejamento de investimento e finalizado em 2015.

“Isso envolveu expansão de área física e em tecnologia de produção. Como resultado, nos colocamos em um estágio de capacidade de investimento forte e tecnologicamente nossa fábrica ficou bem atualizada. Todas essas decisões permitiram, sim, passar pelos momentos de dificuldade com um menos de turbulência. Não significa que não sentimos a turbulência recente”, brinca José Lopes Aquino.

Superando o ano de 2020

Ainda sobre as incertezas do ano passado, o diretor relembra que a Colibri começou 2020 com um planejamento de crescimento. Ele conta que janeiro e fevereiro mostravam que seria um ano promissor. Porém, em meados de março, a pandemia mudou todas as expectativas.

“Procuramos, naquele momento, administrar o que era possível. Trabalhamos para preservar a empresa e o fluxo de caixa para termos condições de honrar os compromissos. Isso foi possível por meio de muita negociação com nossos fornecedores e nossos clientes. Fomos bem-sucedidos. Houve compreensão dos fornecedores e pudemos nos reorganizar para a nova realidade”, relata.

Na Colibri, houve uma redução de produção por um curto período e depois uma retomada lenta. Entre junho e julho, a empresa foi surpreendida por uma demanda forte e uma retomada do mercado acelerada pela reabertura das lojas físicas e pela flexibilização do isolamento. Segundo o diretor, o rápido crescimento no consumo pegou a cadeia produtiva desprevenida.

“Todos reduziram a operação e venderam os estoques que tinham, tanto fornecedores quanto nós, fabricantes, quanto os lojistas. Com a retomada forte, toda a cadeia ficou sem estoque regulador e a falta de matéria-prima impactou nas operações. Devagar essa situação foi sendo organizada, contudo, a demanda por matéria-prima continuou forte no mercado e com isso ocorreram os aumentos de preços, em torno de 30%”, contextualizou.

O diretor disse que o aumento acumulado em todo o período foi de 32%. Esse foi o índice de aumento geral de preços na área moveleira que chegou ao mercado em janeiro deste ano, após cinco aumentos sucessivos de matéria-primas ocorridos entre julho e dezembro de 2020.

José Lopes Aquino considera um incremento bastante significativo. “A demanda continuou e imaginamos que entre abril e maio deste ano haja um reequilíbrio do fornecimento com a recomposição dos estoques na cadeia toda. Foi uma recomposição de preços necessária em razão dos custos, mas isso não é positivo porque afeta a capacidade de compra do consumidor. Esperamos que possa existir um bom equilíbrio entre oferta e demanda”, analisa.

Passado, presente e futuro da Colibri

Olhando para o ambiente de negócios no Brasil, o diretor da Colibri considera que completar trinta anos é um marco. A mensagem de José Lopes Aquino após os 30 anos é de agradecimento. “Agradecer é palavra. Pela construção disso tudo, por sobreviver no mercado após tanto tempo e por ter sido capaz de enfrentar as dificuldades e superá-las. É um trabalho conjunto. Sabemos da importância da direção guiar os caminhos, mas para que os planos aconteçam de fato, é preciso de muitas mãos.

“Agradecemos a todos, que, de alguma forma, colaboraram com a Colibri nesse período todo. Por isso, fizemos questão de envolver clientes, fornecedores, representantes e colaboradores (os quatro públicos abrangidos diretamente pela operação), em nossas ações de comemoração. Sem o suporte deles não seria possível a empresa existir. Agradeço a Deus pela oportunidade e por tudo que conquistamos”.

Sobre o futuro, José Lopes Aquino assegura que a Colibri está realmente preparada para os próximos 30 anos e para tantos outros mais. Isso porque o processo sucessório da organização está bem encaminhado. A direção aproveitou o período da pandemia para reorganizar a gestão da empresa visando clareza sobre os resultados. “Saímos desse momento de pandemia para iniciar os próximos anos de forma bastante sólida em termos de gestão e de sucessão. Para mim e para minha família, isso me deixa muito satisfeito por tudo o que conquistamos juntamente a muitas pessoas”, celebra.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646