Fornecedores + indústria = móveis com design para classe popular

Parceria com fornecedores ajuda indústria a entender gosto do consumidor e projetor móveis com design para classe popular

Publicado em 29 de maio de 2020 | 15:15 |Por: Thiago Rodrigo

Entender o gosto do consumidor e projetar móveis com design para a classe popular não é algo que a indústria pode fazer sozinha. Estreitar a concepção de novos produtos com fornecedores pode ser feito de diferentes formas. Afinal, colaboração é a chave para o surgimento de novas soluções que atendam às necessidades do mercado.

Na reportagem de capa da Móbile Fornecedores 298, que estará disponível em emobile.com.br/revistas/fornecedores em duas semanas, você pode conferir como a indústria moveleira pode criar design para a classe popular sem elevar o custo diante da mudança de expectativa do consumidor, do qual esse texto faz parte – confira também em duas semanas com quais produtos dos fornecedores a indústria moveleira pode utilizar para desenvolver móveis com design e características desejadas pelos consumidores.

Fornecedores apoiam

Primeiramente, Alexandre Chiquiloff, gerente de produto e marketing da Impress Brasil, ressalta que estar alinhado a múltiplos pontos de vista só tende a somar. “Entender e perceber como os fornecedores estão pensando/atuando, para que caminho estão mirando e o que está sendo desenvolvido. Neste momento é bastante importante buscar o máximo de informação, entender o todo, o contexto geral, para criar produtos que realmente estejam alinhados às (novas) necessidades”, destaca.

“Temos percebido que, cada vez mais, importantes players do setor têm se organizado em grupos de colaboração para discutir ideias, atualizar conceitos, testar abordagens e discutir novas formas de gerar valor”, corrobora Camila Bartalena, gerente da unidade de negócios de soluções para móveis da Rehau.

“Sem dúvida que um trabalho feito conjuntamente entre fabricante de móveis, designer e o fornecedor podem enriquecer em muito a dinâmica de criação e aportar boas soluções para o produto”, pontua Marcelo Cenacchi, diretor da Sayerlack. Como fornecedores de tintas, ele pontua que a empresa tem vasta bagagem e muito conhecimento de como novos produtos, cores, texturas e opacidades diferentes poderiam trazer diferenciais e agregar valor ao móvel.

Igualmente, Andrea Krause, gerente de marketing e produto da Eucatex assinala que é fundamental também a sinergia com o varejo e entre indústrias. “É preciso parcerias com varejistas e polos moveleiros entendendo o desejo do consumidor para trazer inovação no design, com lançamentos alinhados aos seus varejos parceiros, ação cooperada, campanhas, e incentivos dos varejistas para estimular grupos de moveleiros a apresentarem novidades para os ambientes da casa”, diz.

Ela também destaca que, agora, todos esses players estão cientes que a dinâmica do mercado mudou diante do coronavírus e que os lojistas vão ter de buscar novas experiências e entretenimento para trazer os clientes para o consumo de itens que talvez não sejam prioridade.

“Sabemos que o consumidor se inspira em marcas que muitas vezes não o cabem bolso. Dessa forma, olhar para os segmentos acima do “C” podem trazer exemplos viáveis. Também precisamos quebrar paradigmas no qual o representante da marca decide o que vai apresentar aos varejistas, se não a cozinha ou o quarto devem seguir o mesmo tipo de modulação de anos atrás”, acrescenta.

Móveis com design

Para criar móveis com design

Com relação aos produtos que fornece, Cenacchi assinala que conhecendo bem as demandas e qual a finalidade do produto, como fornecedores de acabamento, a Sayerlack pode “oferecer a melhor solução quanto ao tipo de processo mais adequado, considerando os equipamentos que o cliente possui e também levando em conta as necessidades quanto a resistência, exigências técnicas e até os níveis de limites de componentes para mercados com restrições ambientais e de saúde”, declara.

Por exemplo: móveis infantis, mercados europeus e americanos exigem algumas limitações quanto a componentes e matérias-primas. Cenacchi diz que ter como modelo mental no desenvolvimento de novos produtos a concepção integral de design e explorando ao máximo os materiais disponíveis e o conhecimento dos fornecedores são deveras importantes.

Para ajudar nisso, o showroom, na fábrica em Cajamar, por exemplo, disponibiliza várias amostras de acabamentos entre lacas, efeitos especiais, padrões de lâminas de madeira, padrões de impressão com os quais as indústrias, junto a seus designers de produto podem definir cores, texturas e efeitos para os projetos.

“A Sayerlack está atenta às tendências de cores e de padrões madeirados dos principais mercados consumidores. Nossos vendedores técnicos possuem uma parte desta “biblioteca” se assim podemos chamar, que pode ser levada até a indústria com mais de 700 cores de lacas, entre elas as metalizadas e mais de 30 padrões de lâminas de madeira natural”, destaca.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646