Grupo Häfele tem queda de 7,3% na receita em 2020

Relatório Financeiro de 2020 aponta confiança gerada por meio da recuperação a partir do terceiro trimestre

Publicado em 17 de março de 2021 | 10:21 |Por: Thiago Rodrigo

Em 2020, o ano de crise da pandemia, o Grupo Häfele, fornecedor de ferragens, sistemas de controle de acesso eletrônico e iluminação LED, registrou uma queda na receita de 7,3% (-4,6% quando ajustado para efeitos cambiais), até 1,39 bilhões de euros. Com a significativa recuperação iniciada no terceiro trimestre, os efeitos da crise global foram mantidos dentro de limites administráveis pela gestão da empresa.

No período de outubro a dezembro de 2020, a receita do grupo voltou aos níveis do mesmo período do ano anterior. Ajustado pelos efeitos cambiais, esse período efetivamente registrou crescimento de 5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Isso aumentou as esperanças para 2021.

Internacionalidade mantém estabilidade

Na crise financeira global de 2009, a Häfele teve uma queda ainda maior nas receitas. Na nova crise, a empresa familiar baseada em Nagold, na Alemanha, se beneficiou de sua diversificação internacional. Segundo a multinacional, estar presente em 150 países mais uma vez provou ser uma âncora de estabilidade, como demonstram os números da empresa e os desenvolvimentos verificados em várias regiões do mundo.

Os negócios da empresa controladora na Alemanha permaneceram mais ou menos estáveis, registrando uma queda de 1,3%, enquanto a Europa Ocidental relatou uma queda de 9,3%. Reino Unido, Itália e Espanha sofreram as maiores quedas de receita na região.

Quedas ainda maiores de -20% ocorreram no sul e sudeste da Ásia (incluindo a Índia), enquanto outras regiões, como o leste da Ásia e a Oceania, com seus principais mercados como Austrália e China, fecharam um pouco acima dos números do ano anterior, assim como a Europa Oriental.

Divulgação Häfele

Häfele

Pesou para a Häfele sua presença na China e outros países asiáticos

Projetos da Häfele

Um fator importante no declínio da receita de Häfele foi o fechamento global de viagens de negócios e turismo. Isso foi sentido de forma particularmente forte nos mercados asiáticos. Com o serviço de projeto 360° no setor de hospitalidade, a Häfele se posicionou de forma muito positiva nessas regiões nos últimos anos, mas vários projetos foram interrompidos em 2020.

Está no ar a Móbile Fornecedores 305

Por outro lado, o segmento de marceneiros/marceneiros de longa data da Häfele provou ser extremamente resistente a crises em todo o mundo. A situação era completamente diferente na indústria de móveis, onde as coisas se mostraram extremamente voláteis. De acordo com a empresa, tudo começou com uma queda acentuada seguida por uma rápida recuperação devido à tendência de “retorno” desencadeada pela pandemia.

Adaptando-se à pandemia

Diante da situação, o Grupo Häfele adotou medidas para proteger a cadeia de abastecimento já a partir de fevereiro de 2020 – inclusive após o fim da crise – e para interligar mais estreitamente as empresas. A demanda global foi comparada com os estoques globais para melhorar ainda mais o fornecimento de produtos aos clientes. A operação simplificada de gestão de estoque permitiu que a empresa permanecesse pronta para entregar ao longo do ano, sem gargalos notáveis. O fornecimento de estoques necessários às empresas foi garantido.

Divulgação Häfele

Häfele

Sibylle Thierer, CEO da Häfele

De modo geral, durante o ano, Häfele respondeu rápida e dinamicamente às adversidades e desafios apresentados pela pandemia. Todos os processos de trabalho em todas as áreas da empresa foram adaptados aos riscos da pandemia no mais curto espaço de tempo e com um tremendo esforço da força de trabalho. Regras abrangentes aplicadas no departamento de Administração, para trabalho em home office, logística e em vendas garantiram que as operações continuassem sem interrupção.

Perspectivas da Häfele

“Como todos nós descobrimos, a pandemia seguiu seu próprio curso dinâmico, imprevisível e incontrolável”, resume a diretora-gerente, Sibylle Thierer. O desempenho da Häfele durante todo o ano de 2020 foi melhor do que o que havia sido previsto em maio.

A recuperação durante o outono teve um efeito tão positivo quanto o enorme impacto da pandemia. Tendo em vista as lições aprendidas, a empresa seguirá com cautela em 2021. Os investimentos planejados de 60 milhões devem ser vistos dentro de um contexto estratégico e serão feitos em logística, processos baseados em TI, bem como novos serviços para aliviar a carga sobre clientes.

Em suma, a Häfele olha para o novo ano com confiança. Isso é impulsionado pelo conhecimento de que, visto a médio prazo, nada resta do muito maior feito pela crise financeira global de 2009. “Häfele tem a coragem, a criatividade e a energia para sair fortalecida de uma crise. Também enfrentaremos a crise de 2020-21 com otimismo e, como uma empresa familiar com uma mentalidade de longo prazo, também buscaremos as oportunidades que se abrem para nós”, afirma Sibylle Thierer.

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas