Maic Caneira compartilha as dificuldades do polo moveleiro de Mirassol em 2021

Um ano para ficar para a história: Maic Caneira, presidente do Simm

Publicado em 29 de dezembro de 2021 | 10:00 |Por: Thiago Rodrigo

Maic Caneira, empresário e presidente do Sindicato da Indústria do Mobiliário de Mirassol (Simm), destaca que o maior desafio enfrentado pelas indústrias de móveis da região foi lidar com o medo da contaminação do vírus e as perdas de vidas. “A Covid-19 nos mostrou o quanto somos frágeis, a importância da ciência, do amor ao próximo, do acolhimento e da empatia. Acredito que muitos de nós estamos saindo com outra visão da família, dos amigos, da saúde, e melhores como seres humanos. Estar diante do inimigo invisível foi assustador”, afirma.

Leia a última edição da Móbile Fornecedores de 2022

Com relação ao setor moveleiro o maior desafio foi o aumento abusivo de insumos e a escassez de mercadorias. “Tivemos aumentos abusivos e a nossa região teve bastante dificuldade para lidar com esses reajustes e principalmente com a escassez de mercadoria. Sofremos bastante, mas tiramos uma grande lição: Nós do Simm ficamos muito unidos, nos fortalecemos e trocamos mercadorias, emprestamos outras e nos auxiliamos muito nesse período da pandemia”, conta.

Como líder da entidade em um momento de grande transformação na sociedade e na relação das pessoas com suas casas e móveis, Caneira conduziu o sindicato visando a troca de informações e ideias entre os associados. “Temos empresários muito experientes e sempre ouvimos as sugestões de todos. Estamos abertos e isso ajuda muito”, garante. Com a pandemia, houve um fortalecimento e união entre os empresários do polo moveleiro de Mirassol, tudo em prol de honrar com a entrega dos produtos. “Isso foi possível com a troca de matéria-prima entre todos”, diz.

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas