Móveis Lopas e as incertezas e desafios superados em 2021

Um ano para ficar para a história: Carlos Augusto Paschoalino Lopes, diretor superintendente da Móveis Lopas diz os empecilhos superados pela empresa

Publicado em 25 de dezembro de 2021 | 10:00 |Por: Thiago Rodrigo

A incerteza foi o maior desafio vencido pela Móveis Lopas. No início da pandemia, Carlos Augusto Paschoalino Lopes, diretor superintendente, confessa que teve muitas informações distorcidas, sem saber o que iria acontecer e como seria combatido o coronavírus. “A princípio acompanhamos pela televisão, que tínhamos as informações e as situações colocadas eram as piores e sentimos que a empresa iria passar por momentos difíceis”, diz.

Além do vírus, a empresa sofreu com a falta de matéria-prima, bem como os aumentos desproporcionais dos preços. “Tivemos o afastamento dos colaboradores pela Covid-19 e foi um necessário muitos esforços para aumentarmos a produção com afastamentos”. Essas situações complicaram a gestão interna da indústria, que teve de colocar vários planos em ação para não perder o controle bem como garantir as entregas aos clientes. Com a mudança repentina que ocorreu no mercado com a procura por móveis, a Lopas conseguiu atender muito bem as cotas das regionais, bem como o mercado externo. “O importante é que com muito empenho da nossa equipe conseguimos superar os momentos difíceis e sair desta situação bem mais preparados para 2022”, assinala.

Lidar com esses desafios foi uma tarefa muito árdua. Para isso, elaboraram um comitê de crise para lidar com a situação de forma direta. “Esse comitê tinha as pessoas chave, mas também sempre convidávamos profissionais internos e externos para nos ajudar nos assuntos específicos. Reuníamos de duas a três vezes ao dia, com a mudança do cenário ocorria a cada momento alguns casos a decisão era tomada na primeira hora do dia, a tarde era alterada e por vezes no final do dia chegávamos a uma conclusão que precisava ser modificada a fim de sermos mais certeiros”, conta Carlos. Assim, a Móveis Lopas conseguiu controlar a propagação do vírus na empresa e atender a alta demanda do mercado, controlar a falta de matéria-prima, bem como aumentar o volume de peças produzidas.

Leia a última edição da Móbile Fornecedores de 2022

Em meio a isso, a Lopas já havia batido o martelo a respeito do investimento em uma nova área fabril, bem como ampliação das unidades atuais. Com a pandemia, esses projetos foram avaliados e decidido seguir em frente com eles, realizando os investimentos necessários a serem feitos nas unidades de roupeiros, salas e camas e complementos. “Acreditamos sempre que o nosso País, bem como a nossa empresa iria superar a pandemia, recuar nesse momento seria adiar um grande projeto que acreditamos muito”, afirma Carlos. Assim, a Lopas realizou os investimentos na compra do novo maquinário para a nova unidade e a construção de um novo galpão. “Graças a Deus estamos hoje com uma unidade nova que irá gerar novos empregos. Iniciamos a produção das primeiras peças em novembro de 2021”.

Conduzir uma empresa de 37 anos e com grandes projetos em meio à uma crise mundial como essa não é fácil. Carlos destaca o trabalho em equipe, para a grande atuação da empresa no período, com uma gestão voltada para crescimento pessoal e profissional de todos. “Todas as decisões são compartilhadas com o responsável pela área e essas atitudes fazem da Lopas uma empresa ágil e que assume responsabilidades perante o mercado”. Sem ter apenas um líder, mas vários gestores que assumem papéis importantes dentro e fora da empresa, o diretor aponta que a empresa consegue ser mais equilibrada. “É claro que também falhamos, porém a própria equipe busca corrigir a falha e principalmente crescer em conjunto. É melhor acertar o processo no meio do caminho do que deixar que ele não atenda necessidades da empresa”, diz Carlos.

O sucesso, acredita ele, ocorre pelo trabalho de liderança e gestão, pelas parcerias com os fornecedores, igualmente com os clientes de todo o Brasil e exterior. “Nossa empresa tem nos valores a Fé, portanto todo o sucesso, acreditamos que Deus está nos abençoando com muito trabalho e compromisso, assim atribuímos nosso sucesso a Ele em primeiro lugar”, define.

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas