Setor Moveleiro se adapta e cria novos processos internos para evitar contágio de Covid-19

Empresário do setor conta o que tem feito em sua fábrica para evitar a doença

Publicado em 2 de abril de 2020 | 15:37 |Por: Everton Lima

Diante dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19, muitas empresas estão modificando seus processos de trabalho, com o objetivo de garantir que algumas atividades sigam funcionando, mas sem colocar em risco a saúde do trabalhador.

As recomendações do Ministério da Saúde são simples de serem seguidas no dia a dia. As pessoas devem lavar as mãos por 20 segundos, várias vezes ao dia. Caso estejam nas ruas, devem usar álcool em gel. Ambientes fechados devem ser evitados e as janelas precisam garantir que o ar circule.

No entanto, o que as empresas devem fazer para adequar as suas linhas de produção? Nesse caso, vale a pena observar as boas práticas de algumas empresas, como a Rimo Móveis.

Destaque no Jornal Nacional

Na semana passada, essa companhia foi destaque no telejornal mais assistido do país em uma matéria que mostrava, justamente, como algumas indústrias adaptavam seus processos para os desafios deste momento.

Ao eMóbile, Luiz Rigoni, diretor-presidente da Rimo, conta como a sua empresa criou um plano de ação para evitar o contágio da doença. “Assim que tomamos o conhecimento do novo vírus, reunimos o nosso médico e o nosso enfermeiro para que pudéssemos criar uma estratégia e enfrentar o problema. Então, esses profissionais levaram para a prática esse projeto, garantindo que ele seria executado da melhor forma possível”.

Luiz conta que muita coisa mudou dentro da Rimo desde que a empresa adotou as novas diretrizes. “Entre as medidas, garantimos que os funcionários tenham mais espaço entre si. Pessoas de fora só podem entrar até a antessala da recepção. O atendimento está sendo feito em local aberto e com a disponibilização de álcool em gel para as pessoas. O tradicional cafezinho teve que ser transferido para um local aberto — e sem a aglomeração de pessoas. Na produção, disponibilizamos água e sabão e incentivamos que os funcionários lavem as mãos diversas vezes”, revela.

Outras medidas para evitar a aglomeração também foram tomadas, como criar novos horários para o almoço, distribuir marmitas aos motoristas, incentivar o home office para o time comercial.

A equipe médica da empresa está atenta e, em caso de sintomas, os funcionários são dispensados do trabalho para ficarem em casa.

Principais medidas preventivas em ambientes de trabalho

Orientado por Viviane de Macedo – médica infectologista e professora do curso de Medicina da Universidade Positivo

1. Pessoas com sintomas gripais devem ser afastadas do trabalho.
2. Pessoas do grupo de risco (pessoas acima de 60 anos, gestantes, pessoas com doenças crônicas ou imunossuprimidos) preferencialmente devem fazer home office ou evitar contato direto com o público.
3. Disponibilizar álcool gel em pontos estratégicos da empresa para que constantemente as mãos sejam higienizadas.
4. Garantir que em todos os lavatórios tenham sabão líquido para lavagem de mãos quando houver sujidades nas mãos ou após uso de banheiro.
5. Evitar reuniões presenciais, se forem necessárias, que seja com um número reduzido de pessoas, e com distanciamento entre elas de 1 metro pelo menos.
6. No mesmo ambiente de trabalho também propiciar o distanciamento entre os trabalhadores de pelo menos 1 metro.
7. Incentivar home office quando possível
8. Refeitórios e áreas de descanso manter distanciamento entre os colegas de trabalho.
9. Bebedouros de água devem ser do tipo purificadores de água de parede. Os bebedouros do tipo ejeção de água devem ser evitados devido a impossibilidade de se realizar a limpeza e desinfecção de forma sistemática a cada uso dos bicos ejetores e da cuba do aparelho. Na impossibilidade de ter um purificador de parede, oferecer água em copos descartáveis.
10. Manter os ambientes de trabalho sempre que possível ventilados com portas ou janelas abertas.
11. Caso o ambiente necessite de ar condicionado para conservação de algum material, garantir a manutenção e troca dos filtros de ar em dia desse equipamento.
12. Importante reforçar a limpeza de ambientes que são frequentados por muitas pessoas e por objetos que muitas pessoas tocam como corrimões, maçanetas, bancadas, mesas, cadeiras, teclados de computadores, mouses, entre outros. A limpeza pode ser com álcool 70% ou mesmo desinfetante já padronizado pela empresa.
13. Evite cumprimentos com apertos de mãos, abraços ou beijos.
14. Higienizar celular antes da entrada no trabalho e após a saída do trabalho.

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasi)


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646