Confira 5 dúvidas mais comuns nas vendas pelo WhatsApp

Vendas pelo WhatsApp: 80% das empresas utilizam a plataforma, mas novas funcionalidades ainda geram dúvidas entre pequenos e médios negócios

Publicado em 16 de julho de 2021 | 08:00 |Por: Thiago Rodrigo

O WhatsApp tem atingido números simbólicos nos últimos anos tanto no Brasil quanto fora dele. Em 2020, a empresa anunciou que ultrapassou a marca de 2 bilhões de usuários em todo o mundo e, segundo pesquisa publicada pela Panaroma Mobile Time/Opinion Box no mesmo ano, o aplicativo já está instalado em 99% dos celulares no país.

Parceria lança curso para mulheres

Com tanto alcance, a plataforma se tornou terreno fértil para milhões de empreendedores que buscam conquistar vendas em seus negócios, mas novas funcionalidades como WhatsApp Business e WhatsApp Pay – que deve chegar no Brasil ainda este semestre – são a causa de dúvidas e receio de muitas pessoas. Pensando nessas questões, a especialista Babi Tonhela, CPO e Sócia do Ecommerce na Prática, escola de vendas digitais do Brasil, desenvolveu uma lista com as cinco dúvidas mais comuns para quem quer vender pelo aplicativo.

1 – Quais as vantagens de vender no Whatsapp?

“Apesar do grande alcance, muitos empreendedores ainda não investem na ferramenta por desconhecerem os ganhos que podem alcançar com ela”, explica Babi. Em uma lista de e-mails, por exemplo, a taxa de abertura é de 15%. De 200 mil pessoas cadastradas, apenas 10 mil abrem. Pelo Whatsapp, a taxa de abertura das mensagens é de quase 100%, e o índice de engajamento com a interação é de aproximadamente 80%. “O WhatsApp também permite um contato muito mais informal e direto com o consumidor, além de auxiliar na centralização do fluxo de mensagens”, complementa.

2 – Como começar no Whatsapp?

Uma ideia é, ao invés de utilizar seu próprio chip, compre outro ou até mesmo uma conta Business para que não misture os contatos pessoais com os profissionais. Embora a princípio os profissionais sejam poucos e não pareça um problema misturá-lo, com o tempo é provável que essa lista vá aumentar. “Só não esqueça que a hora de vender é um momento profissional. Não caia nessa de achar que, porque tem o telefone do seu cliente, pode ultrapassar os limites. Por isso, é necessário entender até que ponto você pode ir em uma conversa, como guiá-la, qual linguagem usar e quais os produtos combinam com cada tipo de pessoa”, complementa.

3 – Como enviar mensagem para uma grande quantidade de pessoas?

A primeira coisa é fazer uma lista de transmissão de mensagens. Ela otimiza o trabalho de digitar a mesma mensagem e enviar um a um para seus contatos. “Ao criar uma lista você adiciona o número dos seus clientes (e pode alimentá-la para sempre)”, explica Babi. “Outro aspecto importante é que não adianta buscar números aleatórios de telefone para fazer divulgação, se o fizer, o Whatsapp reconhecerá como spam e banirá sua conta. Para garantir que seu cliente tenha seu número salvo, o esforço é no sentido de pedir para que ele te adicione para receber novidades, descontos e para falar diretamente com você sobre o produto”, finaliza.

4 – Como ser assertivo nos envios das mensagens?

Juntar clientes em diferentes fases de compra em uma só lista pode prejudicar muito seu negócio. Todo contato que você conseguir deve ser dividido em, no mínimo, duas listas: uma de clientes que já compraram e outra de pessoas interessadas, mas que não deram o primeiro passo. A partir disso, conseguirá enviar mensagens diferentes para atingir esses públicos. “Porém, indico que segmente o melhor possível para enviar conteúdos e promoções interessantes de acordo com o perfil de cada cliente. Imagine que chato seria enviar uma promoção de caneta para alguém que, na realidade, só usa lápis para escrever? Por isso, quanto mais se esforçar em conhecer seu cliente, melhor será para enviar o conteúdo certo para ele”, complementa Babi.

5 – Como organizar e personalizar o envio de mídias?

“A multiplicidade com que se consegue enviar mídias pelo aplicativo é impressionante”, explica a especialista. “Áudio, vídeo, foto, apresentação de Power Point, textos… Encontre o que funciona melhor para o seu negócio e aposte, só não esqueça do gancho e da qualidade”. O gancho mental é o que fará com que a pessoa leia sua mensagem até o fim quando perceber que é uma “publicidade” e a qualidade apoiará nesse momento. Textos com erros gramaticais, fotos ruins e vídeos com muito ruído tem menor probabilidade de funcionar – e tira a credibilidade da sua marca.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646