Leo Madeiras lança maquininha de cartão com foco nos pequenos marceneiros

Desenvolvida pela Hash, a plataforma responsável por toda a estrutura de pagamentos viabiliza crédito automático nas lojas da rede, isenção de taxas, amplas condições de parcelamento e gerenciamento de operações por meio de aplicativo

Publicado em 4 de agosto de 2020 | 11:46 |Por: Thiago Rodrigo

Com o objetivo de auxiliar o negócio de pequenos marceneiros, a Leo Madeiras, maior distribuidora de materiais para marcenaria e indústrias de móveis do Brasil, acaba de lançar sua própria maquininha de cartão. Cerca de 10 mil unidades do dispositivo apelidado de Leozinha serão colocadas no mercado, o que deve representar aproximadamente R$ 200 milhões em vendas mensais até o final de 2020.

Desenvolvido pela Hash, fintech de meios de pagamento voltada para o mercado B2B, o sistema operacional do equipamento permite que microempresários e profissionais autônomos de todo o país não só recebam pagamentos com cartões de débito ou crédito das principais bandeiras do mercado, mas também ofereçam parcelamentos em até 12 vezes sem juros e sem entrada aos seus clientes. A tecnologia também possibilita crédito automático nas lojas da rede e a opção de gerenciar operações atreladas à maquininha por meio de um aplicativo.

“As opções trazidas pela Hash fazem toda a diferença no dia-a-dia dos marceneiros que atuam no Brasil. Muitos perdem inúmeras oportunidades de fechar negócio por não conseguirem oferecer a mesma facilidade de pagamento que as grandes lojas de móveis do país. Além disso, aqueles que aceitam cheques ou promessas de pagamento sem garantia sempre ficam expostos à inadimplência. Quem adquirir as nossas maquininhas poderá contar com condições ainda mais atraentes de negociação, além de maior proteção e liquidez”, explica Andrea Seibel, CEO da Leo Madeiras.

Clube Duratex disponibiliza conteúdos para marceneiros

Outra vantagem é que os recursos oferecidos pela Leozinha serão viabilizados com taxa zero. A única exceção ocorre no caso de quem desejar antecipar a compensação mensal de pagamentos parcelados. Nessas situações, um adicional de 1,99% será cobrado sobre o valor que o usuário desejar antecipar.

“É muito gratificante ver que nossa tecnologia tem ajudado no negócio de muitos microempreendedores pelo país. Queremos contribuir para a democratização do mercado de meios de pagamento, por isso, desenvolvemos uma tecnologia capaz de oferecer oportunidades para que empresas distantes do mercado financeiro possam competir e disputar novos modelos de negócio”, afirma João Miranda, Fundador e CEO da Hash. “Nossa solução foi perfeita para o cenário da Leo Madeiras. Trabalhamos em um conjunto específico de funcionalidades e chegamos a uma parceria de sucesso”, completa.

Funcionamento da Leozinha

Os interessados em adquirir a Leozinha devem se dirigir a qualquer uma das unidades da Leo Madeiras e consultar um vendedor. Depois de preencherem um cadastro, eles recebem um link pelo WhatsApp para que possam efetuar o pagamento referente ao modelo de maquininha que desejam adquirir. Os valores variam entre R$ 300 e R$ 1.000. Em seguida, o dispositivo é entregue no endereço informado pelo solicitante dentro de um prazo de 4 a 6 dias úteis.

A Leozinha chega pronta para uso. Ao recebê-la, os usuários já podem baixar o aplicativo da maquininha pela Play Store (app ainda não disponível para IOS). Com ele, é possível acompanhar informações sobre vendas e realizar operações como transferências bancárias e a antecipação de valores financeiros no caso de pagamentos parcelados. O cálculo dos encargos relacionados a esta última opção também é fornecido previamente aos interessados pelo aplicativo da maquininha.

Marcenaria do Bem distribui dinheiro para marceneiros

“Agora que todas estas facilidades estão acessíveis aos marceneiros, o consumidor também ganhará novas opções de consumo. Isso porque, até então, era muito mais difícil encomendar peças sob medida parcelando em múltiplas vezes e sem entrada, por exemplo. À medida que a Leozinha se popularizar, essa alternativa será cada vez mais comum, o que deve ajudar muitas pessoas a obter o que precisam de maneira personalizada e sempre com ótima qualidade. Sem contar que, com a isenção de taxas proporcionada pela maquininha, o preço final de cada item também deve se tornar ainda mais competitivo”, acrescenta Andrea.

Crédito automático

Disponível no momento da entrega da Leozinha, o benefício do crédito automático nas lojas da Leo Madeiras funciona da seguinte forma: sempre que um profissional recebe o pagamento para a confecção de um determinado móvel ou utensílio, 30% do valor obtido é convertido automaticamente em um crédito que fica disponível em até 30 segundos dentro de qualquer loja da Leo Madeiras.

Mesmo em casos de parcelamento, o valor é creditado na íntegra e sem taxas, o que garante as condições financeiras necessárias para que a produção da encomenda seja iniciada imediatamente. Se houver necessidade, a porcentagem a ser convertida em crédito nas unidades da rede pode ser ampliada livremente também por meio do aplicativo da Leozinha.

Especialista financeiro dá dicas de planejamento em tempos de crise

“A criação dessa medida se baseia no fato de que, no ramo da marcenaria, uma parte considerável do valor de toda encomenda é gasta em matéria prima e matérias de trabalho. Esse método permite que os marceneiros adquiram tudo o que precisam para trabalhar sem a necessidade de arcar com tarifas bancárias ou taxas cobradas pelas máquinas de cartão convencionais. Por outro lado, a Leo Madeiras recupera o investimento necessário para manter este projeto em andamento, reduz índices de inadimplência e ainda passa a contar com uma nova ferramenta de fidelização. Todos se ajudam e todos ganham!”, explica Jeferson Araújo, Gerente de Operações da rede.

Split de pagamento

Para que o projeto da Leozinha pudesse funcionar exatamente da maneira como foi planejado, a Leo Madeiras precisava de um pouco mais do que uma plataforma de pagamentos whitelabel capaz de abrigar e gerenciar todo o volume de transações financeiras que seria gerado pela maquininha no futuro. Para colocar todas as suas ideias em prática, a rede necessitava de um ambiente digital que também pudesse proporcionar flexibilidade.

Diante deste cenário, as soluções oferecidas pela Hash conseguiram atender a essa demanda. Isso porque a companhia é uma das únicas no mercado brasileiro que conecta empreendedores a meios de pagamento com cartão por meio de uma plataforma 100% customizável. A partir deste diferencial, a Hash consegue oferecer, por exemplo, uma ferramenta digital análoga aos splits de pagamento que hoje funcionam nos marketplaces para dividir o valor das vendas entre o ganho dos lojistas e a comissão cobrada pela página.

Entenda lei que prorroga prazo para redução de jornada e salário

“Essa alternativa permitiu que as quantias recebidas pela Leozinha fossem repartidas entre o crédito que é enviado às lojas da rede e a porcentagem direcionada à conta corrente dos marceneiros de maneira automática. Embora pareça algo simples, encontrar quem possa implementar esse tipo de funcionalidade em um projeto como o nosso é muito difícil. Por isso, a nossa parceria com a Hash tem sido fundamental. Graças à versatilidade da plataforma de meios de pagamento que a empresa oferece, podemos até mesmo adicionar inovações ao sistema operacional da maquininha sempre que necessário”, finaliza Araújo.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646