São Paulo registra queda na desocupação

Estado foi o único que conseguiu reduzir o número de desocupados no terceiro trimestre deste ano

Publicado em 25 de novembro de 2019 | 08:30 |Por: Everton Lima

O estado de São Paulo foi o único que experimentou uma queda no índice de desocupação no terceiro trimestre de 2019. Dados divulgados pelo IBGE mostram que nesse período a desocupação chegou a 12% entre os paulistas, recuando 0,8% em comparação ao segundo trimestre.

Os demais estados permaneceram estáveis em relação à geração de postos de trabalho. A única exceção foi Rondônia em que o índice de desocupados cresceu 1,5%, chegando a 8,2% da população.

“A taxa de desocupação caiu em São Paulo em função de uma redução significativa da população desocupada, que diminuiu em 217 mil pessoas no trimestre. A redução do desemprego veio mais pela redução do número de desocupados do que por expansão da ocupação”, explicou a analista da pesquisa Adriana Beringuy.

Ainda de acordo com os pesquisadores do IBGE, o setor de construção foi o grande responsável pela geração de ocupação nesse período, uma vez que o setor tem grande presença na região sudeste. “Esse contingente associado à construção era formado principalmente por trabalhadores por conta própria e empregados sem carteira assinada”, explicou Adriana.

O que significa “desocupação”

O IBGE realiza pesquisas de forma recorrente, com o objetivo de entender o cenário econômico e social brasileiro. Para padronizar a metodologia, o instituto recorre a alguns termos que, de vez em quando, podem confundir as pessoas.

– Dólar deve continuar custando R$4,00 no ano que vem

Para a pesquisa, uma pessoa é considerada “ocupada” quando, no momento em que a pesquisa está sendo feita, tem trabalho para a maior parte daquela semana. Isso inclui pessoas que trabalham de maneira informal e trabalhadores com carteira assinada que estavam de férias ou de licença.

Já os desocupados são aqueles que, sendo maiores de 14 anos, buscaram algum tipo de trabalho nos últimos 30 dias, mas que, no momento em que a pesquisa foi feita, não haviam obtido êxito e continuavam disponíveis para contratação.

O IBGE revela que 46,9% dos desocupados continuavam buscando um posto de trabalho — alguns deles há um ano. No terceiro trimestre deste ano, o número de trabalhadores ocupados ganhou 459 mil brasileiros, chegando a 93,8 milhões de indivíduos. Esse aumento foi puxado pela informalidade.

(com informações de Agência IBGE Notícias | Foto: Licia Rubinstein)

 


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646