Frente Parlamentar promete trazer mudanças para o setor moveleiro

Iniciativa conta com 170 deputadas e será comandada pelo deputado Jeronimo Goergen (PP-RS)

Publicado em 20 de novembro de 2019 | 18:17 |Por: Everton Lima

Aconteceu hoje (20), na Câmara dos Deputados, o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria do Mobiliário (Fremob). Essa iniciativa tem como objetivo defender os interesses da indústria moveleira e fazer com que as lideranças do setor possam contribuir para o desenvolvimento de iniciativas, no âmbito político, que estimulem o ambiente industrial e de negócios.

O diretor-superintendente da Revista Móbile, Carlos Bessa, foi convidado para estar na Câmara dos Deputados prestigiando o evento.  Bessa fez questão de esclarecer que o mercado moveleiro brasileiro tem suas próprias características e que essa frente parlamentar terá como uma de suas missões criar um cenário de negócios que entenda isso. “Você tem uma regulação que, às vezes, tem uma roupagem semelhante à praticada no mercado europeu sem que o mercado brasileiro tenha o mesmo perfil de consumo. Isso cria um exagero de regulações”.

Para a atual presidente da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), Maristela Cusin Longhi. “Nós estamos trabalhando, há muitos anos, buscando a integração dos deputados e senadores no pleito das questões moveleiras. A frente parlamentar vem atender a essa demanda. Nós temos certeza de que essa iniciativa vai diminuir essa distância entre os setores produtivos e as questões que acontecem aqui em Brasília”, explica.

– Novembro Azul: médico oncologista responde às dúvidas mais comuns sobre a doença

Para Áureo Calçado Barbosa, presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind) a frente conseguira abrir portas para as exportações de móveis e debater questões relacionadas aos impostos embutidos e outras questões que oneram a produção moveleira em nosso país.

Iniciativa surge em momento oportuno

Barbosa destaca que o momento para frente parlamentar é muito oportuno, uma vez que os debates sobre reformas importantes para o país, como a reforma da Previdência e Tributária, já estão acontecendo em Brasília. “A nossa esperança é criar uma política industrial organizada para o setor mobiliário do Brasil, afinal, essa é uma indústria altamente relevante para a geração de empregos”.

O ex-presidente da Abimóvel, Daniel Luiz, explica que as entidades sempre estiveram em contato com os parlamentares, mas que a criação da frente ajuda a “fazer uma ponte entre o Governo e o setor privado”. Ele ainda diz que a indústria moveleira pode contribuir para a modernização de processos de toda a indústria nacional. “Teremos um diálogo para fazer com que existam mudanças a curto, médio e longo prazo”, afirma.

O deputado gaúcho Jeronimo Goergen (PP-RS) falou com entusiamo sobre a iniciativa: “Nós retomamos a presença política do setor no Congresso Nacional. A frente parlamentar nasce com aproximadamente 200 integrantes, entre deputados e senadores, e foi um ato prestigiado por sindicatos e líderes do setor. Nós vamos aprofundar debates e diminuir as dificuldades que o setor eventualmente enfrenta por falta de apoio político. Estamos trabalhando intensamente.”

(Foto: Assessoria do deputado Jeronimo Goergen (PP-RS))


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646