Etna: crise fecha lojas e donos querem vender rede

Desde 2021, quatro unidades da Etna foram fechadas e, atualmente, a rede conta com cinco pontos de venda

Publicado em 11 de março de 2022 | 14:12 |Por: Sandra Solda

Em processo de fechamento de lojas desde 2021, a rede de móveis e utensílios domésticos Etna agora pode ser vendida. Os fundadores da Etna, a família Kauffman, estariam desinteressados em manter o negócio, porém não apareceram compradores.

Segundo o jornal Estado de São Paulo, a família, que também toca a joalheria Vivara, recebeu sondagens, porém nada concreto foi estabelecido. A Tok&Stok, rival no mercado de móveis, estudava um IPO na B3 e usaria a Etna como um caminho para seguir crescendo, porém o negócio não avançou.

Os investidores encontram no formato da rede, marcada por grandes lojas físicas, um problema. Isso porque o foco seria cuidar de estruturas menores e estruturar o e-commerce.

Desde 2021 quatro unidades foram fechadas e a rede conta com cinco lojas: três em São Paulo (capital, Campinas e Sorocaba), além de Rio de Janeiro e Brasília. Em 2015, quando a rede não passava por uma crise, eram 18 pontos de vendas em todo o País.

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas