Governo mantém corte de 25% sobre IPI por mais 30 dias

Tributo sobre móveis segue em 3,75% pelo período. A medida inclui também painéis de madeira e laminados, entre outros itens ligados à cadeia moveleira.

Publicado em 4 de abril de 2022 | 12:00 |Por: Sandra Solda

O presidente da República, Jair Bolsonaro, editou decreto que mantém a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em 25% por mais 30 dias. Com o tributo sobre móveis, portanto, seguindo em 3,75% pelo período. A medida inclui também painéis de madeira e laminados, entre outros itens ligados à cadeia moveleira. O ato foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) na noite de ontem, 31 de março.

Após ouvir autoridades políticas e líderes de diversos setores, incluindo a ABIMÓVEL (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), que esteve em Brasília (DF) no início da semana (28 e 29 de março) — representada pelo Presidente da entidade, Irineu Munhoz, e a Diretora-Executiva, Cândida Cervieri —, defendendo a manutenção da redução do IPI, entre outras pautas essenciais para a reindustrialização do País junto ao Ministério da Economia, o mercado vinha esperando que o governo anunciasse nesta sexta-feira (01) um novo corte sobre o tributo, que levaria a redução total das alíquotas a 33%. Em virtude de questões envolvendo a Zona Franca de Manaus, porém, o governo optou pela extensão do corte linear de 25% para todos os produtos industrializados, com exceção do tabaco.

“A partir da proposta, será possível manter os estímulos à economia, afetada pela pandemia provocada pelo coronavírus, com a finalidade de assegurar os níveis de atividade econômica e o emprego dos trabalhadores. Dessa forma, espera-se promover a recuperação econômica do País”, disse a Secretaria-Geral da Presidência da República em nota, explicando que o decreto entrará em vigor imediatamente e não depende da aprovação do Legislativo.

Fonte: Abimóvel

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas