Varejo de móveis tem bons números em março

Enquanto crescimento foi quase nulo neste ano, em relação ao mesmo mês de 2021, vendas subiram; receita nominal comparado a 2021 tem grande alta

Publicado em 12 de maio de 2022 | 10:40 |Por: Thiago Rodrigo

O varejo de móveis e eletrodomésticos cresceu 0,2% em março comparado a fevereiro. Em relação a março de 2021, o varejo de móveis e eletrodomésticos teve boa alta de 6,7%. Nessa mesma comparação, apenas móveis registrou crescimento de 10,1% e eletrodomésticos alta de 4,9%.

A alta de 6,7% do setor de móveis e eletrodomésticos frente a março de 2021 (11,7%), inverte a trajetória de nove meses de resultados negativos. Em relação ao acumulado no ano, ao passar de -12,5% até fevereiro para -6,5% até março, a atividade mostra diminuição de ritmo de perda.

Atividades no Volume de vendas no varejo
MÊS/MÊS ANTERIOR (1)
MÊS/IGUAL MÊS DO ANO ANTERIOR ACUMULADO
Taxa de Variação (%) Taxa de Variação (%) Taxa de Variação (%)
JAN FEV MAR JAN FEV MAR NO ANO 12 MESES
COMÉRCIO VAREJISTA 2,3 1,3 1,0 -1,5 1,3 4,0 1,3 1,9
4 – Móveis e eletrodomésticos -1,3 1,8 0,2 -11,4 -13,3 6,7 -6,5 -8,7
       4.1 – Móveis -7,7 -5,5 10,1 -1,4 -3,2
       4.2 – Eletrodomésticos -13,2 -17,1 4,9 -8,9 -11,2

Nos últimos dozes meses, a inclusão do mês de março não modifica o cenário, que passa de -8,5% até fevereiro para -8,7% até o mês de referência. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE. Os dados de volume de vendas não mostram o segmento de móveis separado de eletrodomésticos na comparação com o mês anterior.

Receita nominal do varejo de móveis

Na receita nominal de vendas do comércio varejista e comércio varejista ampliado, o varejo de móveis e eletrodomésticos cresceu 0,3% comparado ao mês anterior, menor que os 3,7% registrados em fevereiro.

Leia Móbile Lojista 387

Em relação ao mesmo mês de 2021, a receita nominal de móveis e eletrodomésticos teve alta de 21,3%. Considerando apenas o segmento de móveis no mês de fevereiro de 2022 x fevereiro de 2021, registrou-se variação positiva de 26,4% na receita nominal do varejo de móveis.

Varejo geral

O volume de vendas do comércio varejista no país cresceu 1,0% em março, na comparação com fevereiro, apresentando o terceiro mês consecutivo de alta. Já março teve alta de 4% contra o mesmo mês do ano passado. Dessa forma, o setor fecha o primeiro trimestre com aumento de 1,3% na comparação com o mesmo período de 2021.

Para o gerente da pesquisa, Cristiano Santos, a terceira alta consecutiva chama a atenção, já que não acontecia desde maio a outubro de 2020 (cinco meses consecutivos), período de recuperação do comércio após as grandes quedas registradas no auge da pandemia da Covid-19.

“A trajetória vinha sendo claudicante, irregular. Esses três meses de alta significam um trimestre forte, embora os crescimentos ainda não sejam homogêneos entre todas as atividades”, explica. Em março, o setor ficou 2,6% acima do patamar pré-pandemia, de fevereiro de 2020. O varejo ampliado registrou 1,7%.

No entanto, relembra Cristiano, a recuperação ainda não é difundida entre as atividades, já que seis setores estão abaixo do patamar pré-pandemia, e quatro, acima, considerando o comércio varejista ampliado.

 

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas