Vendas por WhatsApp: app se torna ferramenta essencial para vendedores

App favorito dos brasileiros foi adotado por muitos comerciantes no início da pandemia e se consolidou como um aliado nas vendas

Publicado em 17 de fevereiro de 2021 | 16:43 |Por: Cleide de Paula

As vendas por WhatsApp tornaram-se estratégicas. Além de ser o aplicativo de mensagens instantâneas mais utilizado pelos brasileiros, o WhatsApp também tem se tornado cada vez mais uma ferramenta para compra e venda de produtos. Em pesquisa recente da multinacional de consultoria de gestão Accenture, 83% dos consumidores do país apontaram que usam o app, no mínimo, para conversar com o vendedor durante a jornada de compra.

Registros de inadimplentes inicia o ano com queda de 3,4%

“A pandemia aumentou ainda mais o poder do WhatsApp como recurso de vendas, já que o fechamento das lojas físicas e o isolamento social fizeram com que os lojistas precisassem buscar meios alternativos de contato com os clientes”, comenta Ivan Farias, Head of Growth da Kyte, startup que oferece um app de vendas e gestão para autônomos e pequenos comerciantes.

Mesmo com a reabertura do varejo, as vendas por WhatsApp se consolidaram, seja por conta da agilidade que dá ao processo de compra, da possibilidade de interação avançada ou da personalização das vendas. O consumidor pode pedir mais fotos e informações dos produtos e até escolher um meio de pagamento e a forma de retirada ou entrega do produto. “Esse comércio conversacional aumenta muito a conversão de vendas”, reforça Ivan Farias.

Não à toa, a nona edição da pesquisa “O Impacto da Pandemia de Coronavírus”, elaborada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostrou que o WhatsApp é uma das ferramentas preferidas pelos empreendedores para realizar vendas, com 84% de adeptos. Acompanhando as estatísticas, a Kyte resolveu disponibilizar um botão nos catálogos dos lojistas para facilitar pedidos via WhatsApp.

“Nós oferecemos um serviço completo  de vendas por WhatsApp e de pedido on-line, mas percebemos que muitos pequenos comércios priorizam um relacionamento mais pessoal com os clientes. Com o botão, colocamos o consumidor em contato direto com esses lojistas e dinamizamos suas vendas”, explica o Head of Growth da Kyte. Nos últimos 30 dias, a nova ferramenta já foi utilizada para 118 mil pedidos na plataforma, sendo 73 mil deles só no Brasil.

Porém, para Ivan, o WhatsApp é apenas um dos lugares em que o pequeno comerciante precisa estar hoje. “O ideal é que o vendedor se prepare para ser multicanal – o cliente vê um produto no Instagram, entra no catálogo no site e faz o pedido pelo WhatsApp, por exemplo. É preciso estar dentro desse ecossistema de redes”, complementa.

Com o apoio de um app como o Kyte, o vendedor consegue fazer toda a gestão do seu negócio através do celular, disponibilizar um catálogo digital e ainda integrá-lo automaticamente com as redes sociais.

Sobre a Kyte

A Kyte é uma plataforma de vendas e gestão, criada para auxiliar vendedores autônomos e pequenos comerciantes a venderem mais, gerenciar melhor seu negócio e fidelizar clientes de forma simples, pelo celular. Com recursos como catálogo online, controle de estoque, cadastro de clientes, link de pagamento e recibos personalizados, o app original de Florianópolis (SC) tem 66 mil usuários ativos em 143 países.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646