Exportações de móveis de São Bento do Sul crescem 31%

31% de crescimento nas exportações de móveis do polo moveleiro de São Bento do Sul (SC) mantém região na liderança nacional

Publicado em 27 de janeiro de 2022 | 10:47 |Por: Thiago Rodrigo

As exportações de móveis do polo moveleiro de São Bento do Sul, em Santa Catarina, registraram crescimento de 31% em 2021 sobre o ano anterior, alcançando US$ 190,89 milhões em vendas. A região permanece na liderança das exportações brasileiras de móveis, com 21% do volume.

Segundo levantamento da Abimóvel – Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário, o Brasil exportou US$ 898,77 milhões em móveis em 2021.

Berneck celebra 70 anos de história

As indústrias do polo moveleiro de São Bento do Sul, que também inclui as cidades de Campo Alegre e Rio Negrinho, foram responsáveis por 54% das vendas internacionais de móveis de Santa Catarina, que somaram US$ 354 milhões em 2021.

Estudos do Observatório da Fiesc – Federação das Indústrias mostram que os Estados Unidos foram os maiores compradores dos móveis da região, com 70% do volume. Reino Unido, com 12%, e França, com 6%, foram os demais países com expressiva participação nas importações.

Exportações de móveis do polo moveleiro de São Bento do Sul

As exportações de móveis do polo moveleiro de São Bento do Sul registraram crescimento de 32% sobre 2020, alcançando US$ 125,32. O setor moveleiro é responsável por 60% das vendas internacionais do município, que somaram US$ 210,37 milhões em 2021.

Campo Alegre, com US$ 40,47 milhões exportados, obteve elevação de 15%. Rio Negrinho, por sua vez, alcançou alta de 63%, com um volume exportado de móveis de US$ 25,10 milhões.

O desempenho das exportações de móveis, na visão do presidente do Sindusmobil – Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Bento do Sul, é resultado da eficiência e dos permanentes investimentos realizados pelas indústrias da região.

“A garantia de qualidade dos produtos, aliada ao cumprimento dos acordos comerciais e da ampla e comprovada experiência dos profissionais, formam nossa competitividade e nos tornam referências no mercado mundial”, avalia Fernando Hilgenstieler.

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas