Killing celebra 60 anos de conquistas

Indústria química gaúcha completa seis décadas simplificando a vida de quem usa seus produtos e comemora a data com uma série de ações, com festa e atração especial

Publicado em 9 de maio de 2022 | 14:14 |Por: Thiago Rodrigo

A Killing S.A. Tintas e Adesivos completa seis décadas de conquistas em 25 de maio de 2022, com as marcas Kisafix e Tintas Killing. Começou sua história com uma singela produção de tintas, em 1962, em Novo Hamburgo (RS), e hoje é uma multilatina consagrada, líder em adesivos para calçados na América Latina, uma das dez maiores fabricantes de tintas do Brasil e uma das maiores exportadoras de adesivos do País.

Com matriz em Novo Hamburgo (RS); filiais em Simões Filho (BA), Buenos Aires (Argentina) e Querétaro (México), e escritório em León (México), a empresa contabiliza um portfólio de aproximadamente 2,5 mil itens, uma produção mensal de 3 milhões de litros e uma equipe de quase 500 colaboradores.

Para celebrar seus 60 anos de conquistas, uma série de ações foi programada até o dia do aniversário, que culminará com uma festa para clientes e fornecedores, em dez dias, no dia 19 de maio, em Novo Hamburgo (RS). A festa de aniversário da Killing fechará com chave de ouro as comemorações dos 60 anos, com atração especial e momento para relacionamento dos convidados com a marca.

Ibá reforça protagonismo do setor brasileiro de árvores

De acordo com o gerente de Marketing da Killing, Guilherme Medaglia, a empresa é motivo de orgulho para todos e a proposta do evento é agradecer por acreditarem na marca e fazerem parte da sua história. “São 60 anos de conquistas e de muita superação diante dos desafios que surgiram ao longo desses anos. Passamos por pandemia, mudanças de planos econômicos e de moedas brasileiras, crises econômicas e hídricas, inflação e desvalorização cambial, e, mesmo assim, conseguimos, com muito profissionalismo e qualidade, nos consolidar no mercado e mostrar que temos habilidade e capacidade de seguir crescendo com sustentabilidade e gerando emprego e renda para diversas famílias”, frisa o gerente.

Conforme Medaglia, a possibilidade de abertura para novos mercados nacionais e internacionais é uma consequência da gestão atual, embasada no conceito organizacional ESG, que consolida a empresa a um novo patamar de produção, com produtos certificados como ecologicamente corretos, aliados à inovação e à tecnologia da Informação. “Além disso, um planejamento estratégico até 2025 está sendo concluído e inclui a criação de novos produtos, com valor agregado, e ampliação e qualificação de suas unidades fabris”, conclui o gestor.

Killing

Killing

Guilherme Medaglia, gerente de Marketing da Killing_2 – Copia

Revitalizações integram a comemoração

As ações para o aniversário foram montadas a partir da adoção da proposta pioneira de revitalização do Muro da Mauá, em Porto Alegre (RS), em outubro de 2021. Na ocasião, a Tintas Killing doou 432 litros de tinta e assumiu 24 espaços verdes, revestidos com plantas ao lado do muro, até 2023. A entrega oficial do Muro da Mauá ocorreu em 26 de março desse ano, data de aniversário dos 250 anos da Capital dos Gaúchos.

Em Novo Hamburgo (RS), sua cidade natal, a Killing também assumiu projetos de revitalização e adoção de espaços públicos, como é caso da Estação das Cores. Desde 2019, a empresa colore a cidade, com a ajuda de um artista local, além de manter o paisagismo ao longo de 23 pilares do trem. Esse projeto é pioneiro no município e, neste ano, integra as comemorações de aniversário, adotando mais sete pilares, que começam a ganhar novas cores entre a Avenida 7 de Setembro e Rua do Cedro, a partir de abril de 2022.

Selo, campanha e festa

No início do ano, a empresa começou a divulgar, em seus materiais internos e externos, o selo institucional criado para a passagem da data – Killing 60 anos. E uma campanha institucional para rádios e plataformas digitais da empresa, baseada em cinco pilares – confiabilidade, qualidade, cuidado, cooperação e sustentabilidade.

Igualmente no conceito “Nosso jeito está em tudo que a gente faz”, começou a rodar, semanalmente, a partir de 18 de abril. Serão ao todo seis produções audiovisuais e cinco delas abordará cada um dos pilares definidos, com relatos de famílias, clientes, fornecedores e colaboradores.

Killing

Killing

Diretor-presidente da Killing, Milton Killing – Copia

Gestão de sucesso

Desde sua fundação, a visão empreendedora de seu fundador, Leopoldo Celestino Killing, foi vanguardista e primordial para nortear as diretrizes da gestão até os dias atuais. A conquista do Selo Origem Sustentável, na certificação Ouro, em março de 2022, é fruto dessa visão, que já tinha uma consciência ambiental como premissa em seu negócio.

Milton Killing, filho do fundador e atual diretor-presidente da Killing, foi o responsável, a partir de 2002, por continuar a evolução e a essência dessa história, construída nos pilares da ética, confiança, cooperação, cuidado, qualidade, inovação, tecnologia e sustentabilidade para seus clientes, fornecedores, parceiros e sociedade. Devido à sua gestão, com a participação de diversos colaboradores, a Killing recebeu vários outros prêmios ao longo de sua trajetória.

Leo abre curso de montagem de móveis

O sucesso da Killing está no fazer bem-feito e com alta qualidade, não apenas suas tintas, vernizes, massas, texturas, adesivos, solventes, aditivos e produtos complementares, mas no atendimento aos seus clientes. O cuidado em criar produtos, que facilitem a vida de seus consumidores, começou com Celestino ouvindo-os sobre suas necessidades e buscando as melhores soluções para essas demandas. Por isso, hoje, a empresa conta com um dos laboratórios mais modernos da América Latina e com uma equipe de profissionais altamente qualificados e focados no desenvolvimento de soluções inovadoras para todos os mercados em que atua.Killing

Trajetória da Killing 60 anos

1962
Em 25 de maio de 1962, nasce a empresa de tintas para calçados e couros Tintas Killing, com o foco sempre na melhor qualidade e no melhor atendimento das necessidades dos seus clientes.

1969
Tintas Killing transforma-se em S.A. (Capital Fechado) e passa a ser chamada de Killing S.A. Tintas e Adesivos.

1970
Amplia a sua linha de atuação e produção e passa também a produzir adesivos para calçados.

1972
Killing dá um importante passo na sua história e adquire a empresa Tintas Tucano (tintas imobiliárias, metal-mecânica e moveleira), expandindo seus negócios para o mercado nacional.

1997
Killing inaugura fábrica de adesivos em Pacatuba, no Ceará.

2000
Killing recebe a certificação ISO 9001, que confirma e reafirma a estrutura de qualidade da empresa.

2001
Otimizando seus serviços e administração, a Tintas Killing dá início ao processo de Governança Corporativa.

2002
Após 40 anos à frente da empresa e principal responsável pelo seu sucesso, o fundador Leopoldo Celestino Killing passa o comando da empresa (Holding Kielos) para seus sucessores da segunda geração.

2006
Para otimizar recursos e melhorar a logística no polo calçadista do nordeste, a unidade produtiva do Ceará foi transferida para a unidade da Bahia.

2012
Amplia sua produção com a abertura da fábrica de adesivos na Argentina.

2015
Começa a operação da Unidade de Negócio no México – Kisafix México/Distribuição.

2018
Inicia-se a operação da Kisafix na unidade de Querétaro, no México/Fabricação.

2019
Promove projeto pioneiro em Novo Hamburgo, intitulado Estação das Cores.

2022
Ano em que completa 60 anos de inovação e tecnologia e é a primeira empresa de tintas e adesivos no Brasil a conquistar o Selo Origem Sustentável.

Distinções da Killing 60 anos

– Marcas De Quem Decide (2018, 2019, 2020, 2021 e 2022)
– Prêmio Campeãs de Inovação (2019, 2020, 2021 e 2022)
– Prêmio Exportação (2020 e 2021)
– Prêmio Melhor Produto do Ano (2021)
– Reconhecimento Bibi (duas categorias em 2019, 2020 e 2021)
– Prêmio Primus Inter Pares (2021 e 2022)
– Selo Origem Sustentável 2022

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas