Montana Química lança nova geração de cores metalizadas

Tecnologia usa base multifuncional, que adere a madeira, vidro, metal e plástico e tem desempenho melhor que o PU convencional; empresa também inclui dez novos pigmentos ao portfólio de tintas de alta performance

Publicado em 22 de abril de 2022 | 08:00 |Por: Thiago Rodrigo

A Montana Química, multinacional brasileira referência em tratamento, proteção e preservação de madeira, acaba de lançar uma nova geração de cores metalizadas. A linha de Metalizados Multifuncionais usa uma nova base para oferecer mais liberdade de criação para profissionais qualificados da construção civil, como arquitetos, decoradores e marceneiros.

“Até então, os metalizados da Montana utilizavam apenas a tecnologia PU (poliuretano) convencional. Agora, introduzimos uma tecnologia multifuncional específica, que permite maior personalização de cores e efeitos, além de agregar alta resistência aos acabamentos”, explica Leandro Santos, supervisor da linha Flora, unidade de negócio especializada em tintas de alta performance da Montana Química.

Os Metalizados Multifuncionais aderem a quatro tipos de substratos: madeira, vidro, metal e até plástico. Podem ser usados, por exemplo, em mobiliários como um todo, acessórios metálicos e esquadrias e divisórias de alumínio.

Novos pigmentos de cores metalizadas

O lançamento também introduz dez novas pastas ao portfólio de cores metalizadas, totalizando 12 pigmentos base (como ouro, prata, bronze e rosé gold) – o que permite a criação de uma infinidade de cores e efeitos, disponíveis no brilho acetinado.

Os Metalizados Multifuncionais estão disponíveis dentro do Sistema Tintométrico Montana, que possibilita ao profissional acesso a um portfólio extenso, com opções de cores e efeitos muito maiores do que o catálogo tradicional de tintas.

Berneck 70 anos: assista Móbile Talks com diretora da empresa

“Entre as vantagens do sistema para os especificadores estão a agilidade de produção, o alto poder de cobertura, a redução no custo do acabamento e o fim da necessidade de estoque de cores”, afirma Leandro. “É um sistema que atende aos mais exigentes padrões de qualidade e de segurança à saúde e amplia a liberdade para inovar”.cores metalizadas

 

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas