SIMM reúne associados para discutir preços e crise de fornecimento

Fabricantes de móveis da região noroeste do Estado de São Paulo relatam aumento nos preços dos insumos na casa de dois dígitos

Publicado em 26 de fevereiro de 2021 | 16:08 |Por: Cleide de Paula

O Sindicato da Indústria do Mobiliário de Mirassol (SIMM) realizou uma reunião na última quarta-feira (24 de fevereiro de 2021) para tratar de vários assuntos, entre os quais, a falta de matéria-prima para a produção de móveis e o aumento abusivo de insumos.

– Andrea Krause: Onde se inspirar para criar seus projetos de móveis em 2021

Maic Canera, presidente do Sindicato da Indústria do Mobiliário de Mirassol (SIMM)

Maic Caneira, presidente do Sindicato da Indústria do Mobiliário de Mirassol (SIMM)

Para Maic Caneira, presidente do SIMM, a falta de matéria-prima e insumos deu uma amenizada, embora ainda esteja encontre-se em estágio bem crítico. “Mas, acredito que nos próximos meses se normalize. Em algumas indústrias a entrega está mais complicada que a outra. Mas a questão mais complexa no momento é a de preço”, destacou.

De acordo com o dirigente, os fornecedores da indústria moveleira estão subindo os valores de forma galopante. “Quando pensamos que não tem mais espaço pra subir os valores de acessórios ou insumos, os fornecedores reajustam a tabela. E não são reajustes de 3, 4 ou 5%, normalmente é 15 ou 20%”, relatou.

O SIMM

Fundado em 11 de agosto de 1993, o Sindicato da Indústria do Mobiliário de Mirassol – SIMM – representa o setor moveleiro da região noroeste do Estado de São Paulo compreendendo 15 cidades, entre elas, Bady Bassit, Bálsamo, Catanduva, Cedral, Guapiaçu, Ibirá, Jaci, Mirassol, Mirassolândia, Neves Paulista, Nova Granada, Olímpia, Potirendaba, São José do Rio Preto e Uchoa e contando com aproximadamente 200 empresas entre associados e filiados.

A sede do sindicato encontra-se em Mirassol distante 10 quilômetros de São José do Rio Preto, no epicentro da região que absorve, num raio de 500 quilômetros, 40% do mercado consumidor de móveis do país, um dos maiores da América do Sul.

A região se tornou um grande polo moveleiro dentro do Estado com uma história que começou com uma pequena marcenaria fundada em 1927 por Francisco Lopes Filho (Paquito). Naquela época não se imaginava que Mirassol viesse a ser a capital dos móveis em série meio século depois.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646