Palestras e rodada de negócios marcam o segundo dia da Home Show

Apresentações buscaram motivar os vendedores, além de alertar a indústria sobre as mudanças que já estão acontecendo

Publicado em 22 de janeiro de 2020 | 21:10 |Por: Everton Lima

O segundo dia da Home Show, feira de móveis e eletrodomésticos que acontece no Expotrade de Pinais, na grande Curitiba, foi marcado pelas palestras e pela intensa movimentação em busca de negócios.

Norberto Maraschin, vice-presidente de negócios de consumo e mobilidade da Positivo Tecnologia, fez uma palestra focando nas mudanças sociais e econômicas que já estão acontecendo devido ao avanço tecnológico.

Maraschin foi enfático ao afirmar que essas mudanças não devem fazer com que os lojistas menosprezem pontos fortes em seus processos de trabalho. “O mundo está mudando a passos largos, mas não é por isso que você vai deixar de fazer bem o que você já faz”, aconselhou.

– Primeiro dia de Home Show anima empresários

– Home Show reafirma a vocação de Curitiba para o turismo de negócios

Everton Lima

Palestra

Público da Home Show acompanhou duas palestras no dia 22/01

Ao eMóbile, ele disse ser um “otimista” em relação à tecnologia, ainda que não ignore que as mudanças também podem trazer malefícios, principalmente em relação à manutenção de postos de trabalho.

O empresário Marcos Malaquias foi o segundo palestrante da manhã de hoje. Ele compartilhou sua trajetória profissional, contando como foi de office-boy para o mundo dos negócios, driblando diversas dificuldades que encontrou pelo caminho.

Com o objetivo de motivar os vendedores, ele afirmou que o “impossível não existe” e lembrou de quando era office-boy e aproveitou uma oportunidade que teve para almoçar com o ex-governador do Paraná José Richa (1934-2003).

Rodada de negócios

Durante todo o dia, o local dedicado às rodadas de negócios esteve movimentado. Victor Graña, representante da Welaman Muebles, elogiou a qualidade dos produtos brasileiros. “Os produtos brasileiros realmente têm qualidade e estão de acordo com o preço. Há muitos anos, foram os primeiros a venderem móveis desmontados em caixa para o mercado uruguaio, o que foi uma grande revolução na época”, lembrou.

Everton Lima

Victor Graña - Home Show

Empresário uruguaio elogiou a Home Show Curitiba

Sobre a economia uruguaia, ele disse que o país sente as dificuldades econômicas vividas no Brasil e na Argentina, seus principais parceiros econômicos. No entanto, ele destacou o fato da renda per capita uruguaia ser elevada — US$ 16.245,60, segundo o Banco Mundial. Isso faz com que o consumidor uruguaio tenha um grande poder de compra, principalmente em relação aos outros países da América do Sul.

Magali Rodrigues, gerente de exportação da Matrix Móveis, conversou com compradores de vários países. Ela afirmou que seus objetivos com as rodadas de negócios eram fidelizar clientes internacionais da marca e conquistar novos mercados para a empresa. Devido ao grande movimento do evento, ela revelou estar otimista.

No eMóbile, você acompanha a cobertura completa do terceiro dia da Home Show Curitiba. Veja detalhes também em nosso Instagram.

 

 

 


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646