Varejo de móveis e eletrodomésticos cai 0,5% em outubro

Em comparação com o mesmo mês de 2020, a queda foi de 22,1%, enquanto a receita nominal no mesmo período apenas de móveis foi de 3,8%

Publicado em 9 de dezembro de 2021 | 10:36 |Por: Thiago Rodrigo

O varejo de móveis e eletrodomésticos caiu 0,5% em outubro comparado a setembro de 2021. Em relação a outubro de 2020, o varejo de móveis e eletrodomésticos recuou 22,1%.

Esse volume de vendas no varejo de móveis e eletrodomésticos faz com que o setor registre cinco meses consecutivos de resultados negativos na comparação interanual, tendo exercido a segunda maior contribuição para a composição da taxa do varejo, com -2,4 p.p. do total de -7,1%.

No ano, a atividade acumula -3,4% de variação, segundo mês consecutivo de resultados no campo negativo para esse indicador. Nos últimos dozes meses, o mês de outubro é o primeiro no campo negativo (-0,6%) desde agosto de 2019.

Produção de móveis cai em outubro

Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE. Os dados de volume de vendas não mostram o segmento de móveis separado de eletrodomésticos na comparação com o mês anterior.

Na receita nominal de vendas do comércio varejista e comércio varejista ampliado, o varejo de móveis e eletrodomésticos caiu 0,2% comparado a setembro. Em relação ao mesmo mês de 2020, a receita nominal de móveis (somente) teve variação negativa de 3,8% (enquanto eletrodomésticos teve variação de -16,7%). O acumulado do ano na receita nominal de móveis é de 10,8%.

Atividades no Volume de vendas no varejo
MÊS/MÊS ANTERIOR (1)
MÊS/IGUAL MÊS DO ANO ANTERIOR ACUMULADO
Taxa de Variação (%) Taxa de Variação (%) Taxa de Variação (%)
AGO SET OUT AGO SET OUT NO ANO 12 MESES
COMÉRCIO VAREJISTA -4,1 -1,1 -0,1 -4,1 -5,2 -7,1 2,6 2,6
4 – Móveis e eletrodomésticos -2,9 -3,4 -0,5 -19,8 -22,6 -22,1 -3,4 -0,6
4.1 – Móveis -13,8 -17,5 -14,8 2,3 4,8
4.2 – Eletrodomésticos -22,7 -24,0 -25,4 -5,7 -2,9

Varejo geral

Em outubro de 2021, o comércio varejista nacional variou -0,1% em relação a setembro, na série com ajuste sazonal. A média móvel trimestral recuou 1,8% no trimestre encerrado em outubro. Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista caiu 7,1% frente a outubro de 2020. O acumulado no ano ficou em 2,6% e o acumulado em 12 meses também foi de 2,6%.

O volume de vendas no varejo, na passagem de setembro para outubro de 2021, tem sua terceira taxa no campo negativo consecutiva. Esse resultado foi sentido por cinco das oito atividades. A inflação continua exercendo impacto nos indicadores, uma vez que a variação de receita nominal de vendas do varejo é positiva, na passagem de setembro para outubro, em 0,7%. Tal impacto pode ser observado sobretudo nas atividades de Combustíveis e lubrificantes, Hiper e supermercados e Tecidos, vestuário e calçados.

Receba nossa Newsletter

    Matérias Relacionadas