Entrevista: Irineu Munhoz fala sobre Congresso Nacional Moveleiro

De 3 a 5 de setembro, evento debate inovação e implantação de novos modelos de gestão no setor moveleiro

Publicado em 15 de agosto de 2019 | 10:10 |Por: Júlia Magalhães

Há dez anos o Congresso Nacional Moveleiro vem sendo sinônimo de inovação e espaço de conhecimento. A expectativa para a este ano não é diferente. O evento é marcado por encontros de negócios nacional e internacional, workshops, oficinas de ideias, palestras e painéis. Entre as palestras, aliás, haverá o Painel Móbile. O diretor superintendente, Carlos Bessa e Kika Fazollo, marketing da Revista Móbile, irão discorrer sobre tendências, perspectivas e soluções.

De acordo com o coordenador do evento, Irineu Munhoz, espera-se um público qualificado e focado em negócios. E não é para menos. Afinal, o mote da edição é: “Na era da transformação digital: os modelos de negócios e a inovação pelo significado na indústria moveleira”.

Munhoz explica que cenários no campo da inovação e da implantação de novos modelos de gestão exigem das empresas renovação. E, sobretudo, comprometimento com a busca de informações e experiências. Com isso, poderão ter segurança para os rumos traçados pelas empresas e profissionais. “Acreditamos que o Congresso seja um evento imperdível para empresários e profissionais que atuam em toda a cadeia moveleira.”

“O que esperar do futuro do setor moveleiro?” acontece em Bento Gonçalves

Em paralelo ao Congresso, acontece a 2ª MostraMóveis – direcionada a impulsionar vendas para o final do ano, conforme explica o coordenador. “Acreditamos que a Mostra vá potencializar negócios e ampliar resultados do setor para as vendas que se intensificam neste segundo semestre. São boas as expectativas de negócios devido também à previsão de aquecimento no varejo para as compras da Black Friday.”

Ademais, O Congresso acontece de 3 a 5 de setembro, em Arapongas (PR). As inscrições, gratuitas, já podem ser realizadas.

Confira entrevista exclusiva com Irineu Munhoz

Portal eMóbile – O Congresso Nacional Moveleiro tem como mote a transformação digital. Neste sentido, como avalia a indústria no atual cenário?
Irineu Munhoz – Os modelos de negócios entre empresas “B2B” foram pouco impactados com as transformações tecnológicas. Por outro lado, vemos que a relação B2C caminha muito mais rápido. Desta forma, a indústria precisa estar atenta a pequenos sinais que são fornecidos.

E, acima de tudo, buscar interpretá-los para não ficar fora do mercado que vem surgindo. Além disso, há uma expectativa grande com relação a movimentos como sustentabilidade. Assim como a ética e tantos mais que podem trazer novos padrões de agir entre consumidores e fabricantes.

“Constatamos que a evolução da internet e a popularização dos smartphones influenciaram a geração de novos compradores, alterando os padrões de compra do passado recente”

Como vê a evolução do varejo 4.0?
Munhoz – A inteligência artificial está cada dia mais presente em nosso cotidiano. O varejo, por sua vez, tem que estar afinado com as novas tecnologias usando-as para facilitar o seu dia a dia. E, com isso melhorar a interação com o consumidor. Não basta ter um produto de qualidade, que atenda às necessidades do cliente, o varejo tem que se relacionar eficientemente com o consumidor.

Vários painéis do Congresso vão abordar temas como a transformação digital, inovação, inteligência industrial e futuro do setor. Como avalia essas estratégias no mercado hoje? E qual a importância de o moveleiro participar de debates que envolvam esses temas?
Munhoz – A avaliação deve ser tratada por cada indústria nas suas relações de negócios pois a cada dia estamos configurando nossos negócios como sendo uma tratativa de muitos pontos a serem unidos. Por exemplo: Temos que olhar para o contexto, para as relações do homem com o ambiente, para a qualidade, para o preço e para o desempenho.

Não era assim no passado. Hoje, contudo, é imperativo que visualizemos os caminhos que o produto percorre do seu nascimento até sua morte. Por isso que a reflexão e o debate são fundamentais para que o setor construa uma ponte efetiva entre o presente e o futuro, entre a cadeia e o consumidor, entre o lucro e o resultado.

Qual a importância da transformação digital na competitividade e em um cenário de retomada de economia?
Munhoz – Criatividade e inovação são, certamente, as grandes protagonistas dos novos cenários de negócios. E não podemos negar que a transformação digital é uma excelente oportunidade de inovação, traz o cliente para mais perto, estreita o relacionamento tornando-o mais simples e menos burocrático. Em síntese, traz agilidade, portanto é uma vantagem competitiva.

Programe-se

Quando: 3 a 5 de setembro
Local: Expoara – Centro de Eventos – Arapongas (PR)
Inscrições para o Congresso: pelo App Congresso Nacional Moveleiro
Credenciamento para visitação: gratuito


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646