Coronavírus: Federmobili explica situação do mercado italiano de móveis

Mauro Mamoli, presidente da Federmobili, diz que vírus provoca liquidez monetária no mercado italiano

Publicado em 16 de março de 2020 | 10:41 |Por: Thiago Rodrigo

Os impactos do Coronavírus (Covid-19) na economia poderão ser melhor analisados depois que a epidemia passar. Até o momento, após diversas feiras de móveis serem adiadas, como na China e na Itália, chegou a vez do Brasil com a Movelsul que iniciaria hoje sendo adiada na última sexta-feira. Assim, é evidente que o vírus que começou na China em dezembro do ano passado e está fechando fronteiras em diversos países para tentar conter a contaminação.

Na Itália, epicentro do Coronavírus na Europa, o presidente da Federmobili (Federação Nacional de Lojas de Móveis, na tradução), Mauro Mamoli, explica a situação no país que pode sofrer com uma liquidez monetária, além da óbvia queda de pedidos. Por outro lado, Mamoli está confiante para a retomada do mercado após esse “caos”, passar.

Portal eMóbile | Mauro, como você explica a situação atual das indústrias e lojas de móveis na Itália?
Mauro Mamoli | A partir de 16 de março, existe um bloqueio total de atividades. As lojas de móveis suspenderam, a pedido de nosso governo, as atividades de 12 de março e, no momento, até 25 de março, mas essas medidas deverão ser estendidas até 3 de abril. As indústrias moveleiras fecharam os departamentos e escritórios para a administração do mercado italiano e apenas continuam mantendo os departamentos de produção e escritórios ativos para a administração do mercado externo.

eMóbile | Qual é o tamanho do problema em termos de produção e receita para o mercado de móveis italiano?
Mamoli | O problema econômico tem um impacto muito sério. Os proprietários das lojas de móveis não podem fazer as entregas dos móveis que eles têm em estoque, o que significa que eles não têm o pagamento final pelo cliente pela mercadoria. No entanto, os bens devem ser pagos à indústria fornecedora e, portanto, criam um grande problema de liquidez monetária. Como é evidente, o problema é o mesmo para a indústria e a distribuição: grande crise de liquidez e circulação de dinheiro. Somado a tudo isso está o bloqueio de pedidos: lojas fechadas que as pessoas não podem comprar, pedidos não são feitos para produção, mercado e economia bloqueados.

eMóbile | Quais são as soluções possíveis, no momento, para solucionar esse problema que ocorre devido ao Coronavírus?
Mamoli | No que diz respeito ao problema econômico, é necessária uma ajuda importante com a intervenção do Estado e dos bancos, pelo menos para conter os problemas mais evidentes de liquidez monetária. Quanto aos varejistas, como uma Federação, recomendamos manter contato com clientes em potencial por meio dos sistemas que a tecnologia nos oferece. Um design de interiores pode ser visualizado com uma conexão de vídeo do Skype ou WhatsApp, uma cotação pode ser discutida por videochamada ou por telefone, por meio de redes sociais, podemos chegar à casa de nossos clientes em potencial e informá-los sobre as novidades dos móveis e design. Temos, portanto, ferramentas que nos permitem ficar próximos sem presença física é, nesta gravidade, uma oportunidade para testar novas regras de engajamento e novos métodos de contato.

Xylexpo é adiada devido ao Covid-19

eMóbile | Desconsiderando as perdas que no desempenho do ano na indústria e no varejo, em quanto tempo você acha que o setor irá se recuperar?
Mamoli | Acredito que o que vamos perder nessas semanas será difícil de recuperar. O Salone del Mobile, em Milão, pode desempenhar um papel importante para a indústria e as vendas, mas, como estão as coisas, acho que também será difícil relançar esse tipo.

eMóbile | No momento, você considera que outros mercados, além do italiano, sofrem os mesmos efeitos com essa crise devido ao Coronavírus? O que você pode compartilhar sobre o mercado europeu?
Mamoli | A situação europeia está evoluindo atualmente. A Espanha pegou o exemplo italiano e bloqueou tudo, assim como a Áustria, a República Tcheca e outros. A França e a Alemanha estão decidindo quais medidas tomar e a Inglaterra decidiu por uma solução completamente diferente e, segundo todas as contas, muito arriscada.

eMóbile | Qual será a importância e o tamanho do mercado italiano e europeu após a recuperação?
Mamoli | Apesar de tudo, estou otimista. Acredito em uma grande recuperação na Itália e em seu crescimento no resto da Europa e no mundo.


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646