Comércio varejista nacional tem queda de 25,2% na última semana, segundo Boa Vista

Economista do Boa Vista conversou com o eMóbile sobre os resultados da pesquisa

Publicado em 27 de março de 2020 | 13:45 |Por: Everton Lima

A última semana do comércio varejista nacional (de 16 a 22 de março) teve uma queda de 25,2% das vendas em relação à semana anterior (de 9 a 15 de março). Na comparação interanual, ou seja, com o mesmo período do ano passado, a queda registrada foi de 9,5%. Os dados são de um levantamento com abrangência nacional feito pela Boa Vista em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os números demonstram como as medidas adotadas contra o Covid-19, que restringem a circulação de consumidores em todo o país, têm afetado o varejo brasileiro.

O economista da Boa Vista, Flávio Calife, falou sobre a pesquisa ao eMóbile. “Foi um baque muito grande, pois a economia vinha se recuperando, de maneira devagar, depois de anos de crise. O mercado de trabalho estava se recuperando e o setor público estava controlando suas contas e o fato é que esse aumento de gastos deve intensificar a crise fiscal — não vou entrar no mérito se ele é necessário ou não. Quando essa situação se normalizar, o Brasil estará com uma economia mais combalida e com o Governo mais endividado. Isso contribuirá para que a retomada seja ainda mais lenta do que a registrada até então”.  A entrevista será um dos destaques de uma reportagem sobre o tema que você lerá na próxima edição da revista Móbile Lojista.

Vendas no último fim de semana

Considerando apenas o último fim de semana (20 a 22 de março), a queda registrada é ainda maior: 36,6% contra o final de semana interior (13 a 15 de março), quando já havia restrições na circulação de pessoas, e 44,3% contra o fim de semana de 6 a 8 de março, quando ainda não havia restrições, e a OMS (Organização Mundial da Saúde) não havia decretado pandemia do Covid-19.

– Varejo e Indústria: os impactos do Covid-19 na economia

– CEO da MadeiraMadeira fala sobre primeira loja física da marca

As medidas restritivas, como o fechamento de lojas e a drástica redução na circulação de pessoas, têm causado um impacto significante nas vendas do comércio varejista, principalmente nas lojas físicas. As incertezas quanto à duração das restrições e o efeito destas sobre o mercado de trabalho já afetaram fortemente a confiança dos consumidores e devem continuar influenciando negativamente as decisões de consumo, mesmo com as medidas paliativas que os governos vêm anunciando, de acordo com o economista da Boa Vista.

Apesar do resultado negativo, Calife afirma que ainda é cedo para decretar que os resultados são irreversíveis. “Ainda é cedo para afirmar que o ano está perdido, contudo, os números são impactantes, pois a manutenção de um cenário desses por muito tempo vai prejudicar os resultados finais do varejo”.

Metodologia

O levantamento foi baseado em uma amostra das consultas realizadas no SCPC, banco de dados da Boa Vista, cuja abrangência é nacional. Foram consideradas as consultas realizadas ao longo do período de 6 a 22 de março de 2020.

(Imagem: divulgação Ricardo Eletro)

 


Notícias do Mercado Moveleiro

Conheça nossas publicações:

eMobile

Atualizado diariamente por uma equipe de jornalistas profissionais, o Portal eMóbile agrega as notícias mais atuais e relevantes para os profissionais do setor moveleiro, sejam eles industriais, varejistas, marceneiros ou designers e arquitetos.


  • CONTATO
  • contato@revistamobile.com.br
  • Avenida Sete de Setembro
  • 6810, 2º andar - Cj 18
  • Seminário | 80240-001
  • Curitiba | Paraná
  • (41) 3340 4646